domingo, 19 de outubro de 2014

DISCURSO DE ARCANJO GABRIEL - REFLEXÃO


DISCURSO DE ARCANJO GABRIEL
REFLEXÃO
Através de Marlene Swetlishoff
16 de Outubro de 2014


Amados,

Vamos lhes fazer um discurso sobre a qualidade do amor conhecida como reflexão.

A vida no ocupado mundo de hoje, pode ser vista como sendo um movimento corrente de atividades contínuas e, algumas vezes, isso parece como se nunca fosse diminuir de ritmo o suficiente para que possamos dar uma respirada.

Muitas vezes, as pessoas são pegas em um ciclo de fazer coisas que realmente não lhes trazem abundância e alegria e se elas não forem cuidadosas e conscientes, então, poderiam achar que a vida passou para elas.


É importante termos um tempo para respirar e refletir sobre as coisas que são realmente importantes.

É importante, organizarmo-nos para termos um tempo para refletir, avaliar e reavaliar as nossas vidas; tirando um tempo para diminuirmos o nosso ritmo, permitindo assim que o nosso poder interno transforme e revigore a nossa verdade e o nosso eu autêntico.

Isso pode significar, passarmos um tempo em solidão, em preces, em meditação ou apenas sentarmo-nos quietamente, desfrutando da natureza, apreciando de verdade a nossa vida.

Quando nos permitimos esses tempos pacíficos para transformar nossos dias, tornamo-nos mais focados e mais preenchidos.

Percebemos de que existem algumas coisas que deveriam ter prioridades sobre outras, em nossas vidas diárias e percebemos de que iremos encontrar algumas das respostas às quais estivemos procurando, durante esses momentos de reflexão silenciosa.

Quando nos organizamos para termos um tempo para reflexões silenciosas, os elementos do silêncio e da solicitude, nos ajudam a transformar as nossas vidas, fora das nossas vidas de negócios, para vidas com algo pleno de significado, contemplativo e espiritual.

À medida que nos permitimos esse presente para nós mesmos, abrimos nossas mentes para as novas possibilidades que nunca havíamos considerado antes.

Poderemos, possivelmente, achar primeiramente de que estamos mudando para novas áreas de crescimento ao fazermos descobertas em nós mesmos, por meios que nunca foram direcionados antes.

Nós precisamos estar dispostos a dar espaço e permissão para incluirmos um tempo para escutarmos a nós mesmos e refletirmos silenciosamente, no sentido de permitirmos que a voz e a consciência dos sentimentos que vierem a tona, sejam curados e direcionados, tais como: - o da solidão, do medo, de não estar e ter com saúde, das dependências, das vozes negativas de vergonha, de julgamento e da condenação, de qualquer área de fragilidades ou mágoas passadas.

Esses momentos não são para as fragilidades dos corações, pois precisamos ser bravos suficientes para permitirmos que um coração dilacerado tenha profunda honestidade consigo e com nosso Deus.

Isso nos permite abertura para um tempo quando poderemos começar a ter em nosso interior, uma grande cura, equilíbrio, integração e transformação, como também em nossas vidas externas.

Durante um tempo de quieta reflexão, uma pessoa começa a descobrir e a abraçar a sua riqueza interior e a Deus em seu interior que não eram reconhecidas antes. A pessoa começa a descobrir a divina música com os seus tons harmoniosos divinos.

Colocamo-nos onde podemos experimentar Deus e o eu, em um novo e espaçoso patamar.

A pessoa irá mudar com frequência, não necessariamente através de um estilo dramático, mas em um simples, sutil, não menor, do que um profundo caminho.

Quando tiramos um tempo para uma reflexão silenciosa, esforçamo-nos para entender as nossas próprias reações emocionais e as nossas respostas às pessoas e às situações nas quais estivemos lidando.

À partir dessa reflexão, as pessoas emergem prontas para se reengajarem com o seu mundo exterior com propósito, direção e clareza.

Quando fazemos uma auto reflexão, isso nos capacita a movermo-nos a partir das experiências vividas, apenas para a compreensão delas.

A auto reflexão nos capacita a pensarmos a cerca do que fazemos bem e a pensarmos o que nos leva a tomar decisões de fazermos algo, através de um caminho mais profundo do que o caminho anterior.

A reflexão requer um tempo em quietude que envolve um estado interior do ser, como também essa condição ao seu redor, externa.

Isso requer um comprometimento e uma disciplina para fazermos as ações necessárias, para depois, sucessivamente derrotar os barulhos internos que ocorrem quando começamos a dar os primeiros passos pelos caminhos da reflexão.

Esse barulho interno é rápido para atrapalhar a vontade de uma pessoa quando ela quer ir para um estado de quieta reflexão, através dos pensamentos que aparecem à superfície, tais como:- O que nos esquecemos de comprar na loja pela manhã naquele dia, ou o quê alguém nos disse no escritório.

Isso nos distrai das reflexões verdadeiras e plenas de significado, no que tange aos nossos valores mais importantes.

Esses valores nos capacitam e nos encorajam a juntarmos a tapeçaria dos momentos mais definitivos, mais marcantes que já experimentamos.

Esses são momentos que são um tesouro, como os momentos marcantes em nossas vidas; os momentos cheios de alegria e abundância, os momentos criativos, os momentos indulgentes da natureza, que providenciaram a energia positiva para usarmos a criatividade com mais eficácia no presente momento.

Ao focar nas qualidades dos momentos mais marcantes, isso nos capacita a clarear e a definir melhor quem cada um de nós é.

A pessoa olha para aquilo que lhe importa mais e como ela quer usar o seu tempo, a sua energia, experiência, as suas habilidades e os recursos para ter o benefício máximo dos padrões prévios do passado e no que ela sustentará as suas expectativas futuras.

A pessoa se sente mais desapegada das experiências do passado; a pessoa se sente mais compassiva e mais focada em seu momento presente.

A pessoa sente que ela vive a sua vida com mais abundância, com mais confiança, com entendimento e clareza refrescados, no que tange aos caminhos a seguir em frente.

Ao encontrarmos solicitude e ao darmo-nos se um tempo para auto reflexão, podemos descobrir a beleza e amor em nossa volta e no interior de nossas próprias vidas.

Isso irá nos permitir um tempo quieto para apenas estarmos presentes com os nossos pensamentos.

Isso nos permitirá termos um tempo silente para refletirmos sobre nossas vidas, e de como verdadeiramente afortunada ela é, por tudo que nós temos, por quem nós somos, cada um de nós.

Ao me despedir, Eu lhes peço para ponderarem e refletirem sobre essas palavras.

EU SOU Arcanjo Gabriel

Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar
http://stelalecocq.blogspot.com/2014/10/discurso-de-arcanjo-gabriel-reflexao.html
©2012 Marlene Swetlishoff/Tsu-tana (Soo-tam-ah) - Sustentadora da Sinfonia da Graça. Permissão é dada para compartilharem desse discurso, desde que esteja em sua íntegra, sem rasuras ou emendas, estando incluídos os nomes da autora, de seus direitos autorais e de seu web site www.therainbowscribe.com / Grata por incluírem o link acima ao compartilharem esse discurso.
Tradução-Helena Renner helenarenner@yahoo.com.br

LUZ!
STELA

Nenhum comentário:

Postar um comentário