quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

ENCERRE VELHOS CICLOS E NÃO, SIMPLESMENTE, PULE FORA DELES


ENCERRE VELHOS CICLOS E NÃO, SIMPLESMENTE, 
PULE FORA DELES
Transcrição de Podcast de Ramina El Shadai

Antes de aprofundar no tema, eu queria só ressaltar a função dessas postagens de Mensagens da Alma, que eu tenho enviado diariamente no @ramina.despertar. Meu propósito com isso tem sido trazer todos os exercícios que nos ajudam a compreender o contexto de vida que estamos experimentando agora.

Então, não são “mensagens bonitas”. São mensagens profundas e são exercícios. É sempre algo a exercitar a cada dia. E eu tenho aprofundado nas mensagens durante os áudios. Esse aprofundamento eu tenho chamado de O NOVO DESPERTAR. Que é experimentar novas formas de perceber a vida.

O exercício não é de entender, é de se posicionar a partir de uma nova forma de perceber. Daquele sentir, a partir de um outro nível de você. Quando eu escrevo, por exemplo, para preencher todo vazio com o próprio sentido da sua existência é porque é isso que eu tenho ouvido e acompanhado de tantas pessoas: um grande vazio. E que a gente já sabe de onde ele vem.

Vem das velhas referências que estamos perdendo, dos velhos acúmulos, das velhas buscas, da velha forma de agir. Nada disso se sustenta mais com as frequências que vibram atualmente. Então, a proposta que eu trago é sempre uma orientação Divina para expandir a cada dia.

E a cada dia, vamos vendo que é tudo a mesma coisa, que tudo só se faz no agora, que a essência é uma só, e uma hora, um estalo acontece, a partir de alguma dessas vivências. Eu simplesmente entrego cada mensagem como uma orientação da alma.

Fechar Ciclos....

É um PROCESSO da nossa evolução. É estar presente em um novo nível de você porque todo ciclo se fecha te dizendo que as ferramentas que você utilizava para criar aquele tipo de vida, aquele tipo de experiência, já não são mais sua forma de expansão. Você não precisa mais viver aquilo, então aquele ciclo se fecha.

É você dizendo para si mesmo e para todo Universo que já possui novas ferramentas para abrir um novo ciclo, um novo começo, alguma nova história.

Em muitas situações, fechar ciclos ainda é uma das grandes expectativas e metas quando não se deseja mais estar onde está. Esse é o perigo. Perceber um processo, mas numa visão polarizada, limitada e rasa. No sentido de simplesmente deixar “aquilo que me fere”.

Já faz um tempo, eu li duas mensagens que me inspiraram para essa gravação. Uma dizia que você deve se retirar do mesmo ambiente que te adoeceu e a outra dizia para você excluir o que te adoece, evitar o que te incomoda, ignorar o que te chateia, e afastar o que te faz mal.

Você consegue perceber uma necessidade gigante de acabar com tudo que nos tira de um lugar de conforto? E não acabar com o que, em nós que produz, que cria essa vida em desconforto, seja lá ele qual for?!

Esse processo de eliminar “o mundo” não encerra os ciclos. Aí está uma visão equivocada. Não encerra porque não elimina de você a necessidade da evolução, a necessidade de usar um novo nível de você.

Todo ciclo realmente se fecha quando aquilo não se alinha mais ao que você está vibrando. Então, se encerra. Um novo ciclo se inicia. Ciclo não é uma oferta, é uma criação. Então, quando um novo ciclo se inicia, um novo você também se iniciou.

Tem várias fases da vida, que a gente começa a identificar tudo que não combina com a gente, que vai ficando claro o que não é mais um “querer viver”, porque novos impulsos começam a nascer.

Os alinhamentos aos novos impulsos acontecem naturalmente quando nós não boicotamos a expansão, e quando, simplesmente eliminamos, sem termos elevado a frequência, uma hora, somos convidados a retornar naquele ambiente que nos adoeceu sim, para curar em nós o que nos adoeceu e não eliminar o ambiente. Todo rompimento precisa ser curado em nós, para definitivamente ser fechado aquele ciclo em nós, para nós.

Consegue perceber que todo ciclo de experiências se encerra somente quando está encerrado em nós? Nas ferramentas que usamos pra criar aquilo?

Estamos vivendo vários retornos. E todo lugar em que precisamos voltar é porque tem algo a curar em nós. Não é possível simplesmente pular fora de um ciclo, sem que se tenha que retornar, para resolver ele em seus rasos e acumulados sentimentos.

Então, exclua sim, evite sim, ignore, afaste, se retire. Mas tudo na consciência de aquilo não se alinha mais a você porque, se for isso que estiver fluindo e acontecendo, ainda existe essa frequência sendo movimentada em você.

Então, aceita, se reconheça ali, expanda luz do seu coração e acolha amorosamente. O próprio reconhecimento em amor, já te leva a um novo lugar em si, portanto a um novo lugar fora de si, que é tudo a mesma coisa.

Não dá para excluir nada, sem ter total consciência de tudo que se constitui aquilo, em termos de energia que sustenta. Porque vibramos em sintonia, entende?! Eliminar, no sentido de tentar fazer não existir mais é brigar com você mesmo, com a sua criação inconsciente. E isso não é evolução, é produzir repetição.

A energia que sustenta o que você vive é a que sustenta a forma como tem vivido. Então, lembra! Encerre profundamente os velhos ciclos, sem tentar pular fora deles, para não precisar ser lembrado de que ainda está imerso nesses velhos ciclos. E, finalmente, viva um novo você.

EU SOU RAMINA EL SHADAI

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação - DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
Instagram - @blogdecoracaoacoracao
Informações e Agendamentos para Mesa Quântica Estelar - lecocqmuller@gmail.com
Ramina El Shadai - Conexão multidimensional - @ramina.despertar
Grata Ramina!

LUZ!
STELA






Print Friendly and PDF

2 comentários: