sexta-feira, 20 de julho de 2018

PESSOAS QUE SE OFENDEM


PESSOAS QUE SE OFENDEM
Por Lisa Renee

Prezada Família deste blog,

O título deste artigo tem incendiado a minha caixa de emails, e sido observado cada vez mais no cenário das mídias sociais há anos. Muitas pessoas estão ficando ofendidas com minúcias e ficando muito zangadas por nada, enquanto ignoram questões muito maiores com as quais deveriam se preocupar.

Com isto em mente, vendo este padrão escalar em proporções epidêmicas na paisagem mundial, este artigo é dedicado ao que significa quando você está se sentindo ofendido, ou quando os outros ficam com raiva porque estão ofendidos com alguém ou algo.


Quando as pessoas ficam ofendidas, isso significa que o ego delas “saiu da configuração” quando houve um desentendimento, por não conseguirem o que queriam.

Muitas pessoas ficam com raiva como um meio de tentar exercer controle sobre uma pessoa ou situação. Talvez elas não gostem da maneira como algo ou alguém respondeu, ou da forma como uma determinada situação está sendo expressa ou representada.

Percebo que a maioria das pessoas se ofende com o que imaginavam estar acontecendo, em vez do acontecimento real, e com o necessário tempo para obter informações mais precisas para uma compreensão factual, e verificar o que realmente aconteceu.

Geralmente a pessoa está zangada com algo que nunca aconteceu, imaginou algo em sua mente ou entendeu mal a mensagem e ficou ofendida enquanto perpetuava a narrativa de sua ilusão pessoal.

É bastante enervante, às vezes, observar esse comportamento instável em ação, porque acontece uma grave crise em tratar os outros com respeito e cortesia humana, juntamente com uma rápida digressão de pensamento crítico, clareza mental e percepção equilibrada.

A incapacidade de enxergar além de uma minúscula fatia de informação, a partir da qual uma interpretação ou viés pessoal foi coletada da lente limitada do ego negativo e dos adquiridos sistemas de crenças fraturados em 3D.

Ao longo dos anos, tem sido interessante notar um padrão à tona no arco íris do tipo de pessoa da nova era que pode ficar realmente ofendida tão facilmente, quando pareceria lógico se elas realmente se identificassem com amor e luz, então estariam propagando amor e bondade para com os outros.

A maior parte é uma fachada. Algumas das pessoas mais cruéis e instáveis ​​que encontrei ao longo dos anos, são aquelas que se inscrevem na esfera da nova era, com sorrisos falsos e palavras floridas. Ninguém quer a ira oculta de um viciado astral da nova era quando você confronta as suas crenças!

· Ser ou se sentir insultado, ofendido ou humilhado por alguma coisa.

· Ofender-se com alguém ou alguma coisa.

· Sentir ressentimento ou dor emocional – Exemplo: Eu não sabia que ele ficaria ofendido quando não foi convidado.

Para muitas pessoas, a tendência de se ofender com pequenas coisas está enraizada em uma falsa perspectiva de segurança no que o ego negativo criou como a natureza da realidade exterior, de acordo com o sistema de crenças e percepções mentais dessa pessoa. Quando esse senso de realidade ou expectativas pessoais não são atendidas da maneira que queriam que fosse, o ego fica ofendido e irritado.

Podemos ver que esse tipo de comportamento tem aumentado na geração deste milênio e digital, em que o termo “floco de neve”, tem sido usado para descrever. A gíria “snowflake” pode incluir uma pessoa percebida pelos outros por ter um senso inflado de singularidade ou um senso de direito injustificado, ou ser excessivamente emocional, facilmente ofendida e incapaz de lidar com opiniões opostas. Usos comuns incluem os termos floco de neve como um insulto politizado.

O termo "geração floco de neve" foi uma das palavras de 2016 do Collins Dictionary do ano. Isso nos diz que as coisas estão mudando na paisagem social nos EUA. Collins define o termo como os jovens adultos da década de 2010, vistos como menos resilientes e mais propensos a se ofender do que as gerações anteriores.

O termo geração floco de neve é frequentemente usado ​​em referência a desencadear avisos e espaços seguros, ou descrever adultos jovens enquanto “anti-liberdade de expressão”, especificamente em referência a uma prática chamada de “sem plataforma”. O termo também tem sido usado para se referir a um aumento em questões de saúde mental entre jovens adultos.

Todas as pessoas gostariam de ter um senso de segurança pessoal e proteção; a maioria das pessoas prefere ter a boa opinião dos outros e quer sentir que elas “fazem parte”. Em nossa sociedade, tendemos a assegurar essas boas opiniões com performances externas e imagens que nem sempre são baseadas na verdade, mas na falsa persona que mostramos aos outros para sermos aceitos e nos sentirmos incluídos.

Esta necessidade de pertencer a algum lugar informa o que fazemos, como falamos, como nos vestimos, como nos expressamos em nosso mundo e mostra quando a nossa segurança é baseada em nossa performance e imagem externas, e podemos nos sentir ameaçados quando alguém expressa algo que é percebido como negativo ou desagradável sobre nós.

A reação indisciplinada inconsciente e consciente da mente a essa ameaça é ofender-se ou ficar com raiva. Mesmo uma observação casual, irreverente ou desdenhosa pode nos atormentar e roubar a nossa paz. A maneira de evitar a ofensa é abordar nosso desejo de segurança pessoal, que vem da autoconsciência e da construção do Eu Essencial Autêntico.

Enquanto os sentimentos de segurança estiverem enraizados em nosso ego negativo e falso eu, a tendência a se ofender, mesmo com as pequenas coisas, existirá.

Se, no entanto, nossos sentimentos de segurança não estiverem enraizados na percepção negativa do ego sobre nosso desempenho externo e imagem externa, nossa perspectiva mudará e nossas respostas às ações e comentários dos outros se tornarão muito mais equilibradas.

Nós ganhamos força incrível quando o Amor Incondicional renasce como nosso novo princípio unificador, o poder espiritual de nosso verdadeiro Eu Central e a dignidade humana emergem, e não estamos mais destruídos e sobrecarregados pelas circunstâncias da vida.

Agora vamos adicionar outro ingrediente de distorção grave do ego que resulta em narcisismo, onde a ofensa percebida toma fúria e ira. Essas pessoas ficam ofendidas em outro nível, que pode aparecer como bombas e outras palavras de pessoas aleatórias se tornando desequilibradas.

Claramente, como catalisadores espirituais estamos acionando pessoas aleatórias com mais frequência, e a NAA tem enviado portais obscuros para níveis variados de assédio. Ainda é óbvio que se alguém assiste a um youtube ou entra em contato com a mídia social, os insultos, o desnecessário e táticas de difamação de caráter passaram a um nível inteiramente novo para o consumo público. O conteúdo subconsciente das massas está vomitando na superfície para todos nós testemunharmos.

Este é um bom artigo. “Como uma pessoa com narcisismo responde a uma ofensa percebida”
9 de março de 2017 • Por Sharie Stines, PsyD

Muitas pessoas simplesmente não são educadas sobre o conceito da “ferida narcísica”, também conhecida como lesão narcísica, e entram em uma ira além da compreensão quando ofendem uma pessoa narcisista.

Quando ofendida, uma pessoa pode experimentar sentimentos de mágoa ou se sentir insultada ou com raiva. No entanto, a pessoa ofendida pode falar com o indivíduo que cometeu a transgressão com a disposição de reparar o relacionamento e seguir em frente. Isso pode levar tempo.

Em geral, os vínculos são desenvolvidos e fortalecidos através do processo de “ruptura e reparo”. As pessoas aprendem a lidar com inseguranças em um relacionamento criando confiança ao longo do tempo, pois percebem que cada ruptura ou conflito no relacionamento leva a uma conexão ou reparo mais profundo.

Não é assim no relacionamento narcisista. Ofender uma pessoa com narcisismo pode levar a consequências imediatas, duradouras e talvez irreparáveis.

Ao lidar com uma pessoa com narcisismo, as regras são diferentes. Isso é verdade em todos os aspectos do relacionamento, mas, para este artigo, o foco está na ferida narcísica.

Esses tipos de feridas são diferentes de outros tipos de rupturas interpessoais.

Essas diferenças estão listadas a seguir.

Temas típicos de ruptura:

* Sentimentos feridos

* A reação tende a corresponder melhor à percepção de ofensa

* Pode resultar em raiva

* Pode levar tempo para consertar

* É finalmente resolvido

*Normal

Pessoa ofendida pode reagir com raiva, retraimento ou retaliação reparável.

Temas de Feridas Narcisistas:

* Ataque de vergonha

* Exagero extremado

* Resulta em raiva

* Provoca uma ameaça existencial ao relacionamento

* Nunca é resolvido

*Patológico

* Dr. Jekyll se torna o Sr. Hyde

* Pessoa com narcisismo reage com punição, banimento, desvalorização ou descarte do infrator.

Como as pessoas com narcisismo têm visões distorcidas de si mesmas, elas tendem a perceber quaisquer interações positivas conforme o esperado e quaisquer interações negativas como ataques pessoais.

Elas são particularmente sensíveis aos ataques negativos percebidos porque vivem em uma pseudo-realidade ou estado delirante sobre si mesmas em relação as outras. Elas podem genuinamente acreditar que são superiores as outras, de modo que, quando surgem reações positivas, elas podem considerá-las como corretas.

As pessoas com narcisismo geralmente sentem um vazio interior e, portanto, precisam de informações positivas de outros para manter seu senso ilusório da realidade. Quando alguém contradiz suas visões fantasiosas de si mesmas, aproximam-se daqueles sentimentos vazios insuportáveis ​​e reagem fortemente a fim de parar seu sentimento iminente de inadequação.

Pessoas com narcisismo tendem a ter uma raiva interior crônica.

A maioria das pessoas sente raiva, geralmente é uma resposta a uma ameaça percebida de algum tipo. A raiva nos ajuda a perceber quando precisamos agir e rapidamente. Geralmente, quando as pessoas estão com raiva, elas suspendem temporariamente o seu funcionamento cognitivo e empatia em grande parte e tendem a operar em termos imediatos.

Uma vez que eles estão continuamente cheias de raiva (o outro lado da sua vergonha interna), as pessoas com narcisismo podem usar qualquer pequena desculpa para liberar alguma pressão dessa luta interna de raiva / vergonha. (www.goodtherapy.org)

Com a dedicação contínua para eliminar o ego negativo e as distorções emocionais no corpo da dor, precisamos aprender a valorizar inerentemente nosso próprio valor e sermos responsáveis ​​pelos nossos gatilhos emocionais. Também precisamos saber como estabelecer limites saudáveis ​​e poder abandonar as coisas que nos incomodem.

Nos tempos em que vivemos, é uma ferramenta crítica de sobrevivência aprendermos a Deixar Ir e não permitir que palavras ofensivas ou prejudiciais ditas por outros o devorem por dentro, perturbando a sua paz interior.

Ser facilmente ofendido é um hábito que todos podemos superar. Geralmente, indica uma compreensão pobre das próprias emoções em favor da estratégia de tentar mudar o comportamento dos outros. Mas, como somos todos seres autônomos, só podemos mudar a nós mesmos, isso inclui como entendemos e reagimos ao mundo ao nosso redor.

Um compromisso de mudar a si mesmo, em vez de tentar forçar as mudanças que queremos ver nos outros, é uma escolha valiosa que requer Humildade e abertura de espírito. Aqui está um artigo produtivo para entender as emoções por trás de tomar ofensa (em inglês) https://www.wikihow.com/Keep-From-Being-So-Easily-Offended

Espero que isso seja útil para navegar nesses tipos de cenários, que parecem estar aumentando na paisagem externa.

Com um coração amoroso,

Lisa

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação - DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
https://energeticsynthesis.com/index.php/resource-tools/blog-timeline-shift/3333-taking-offense
Tradução - Vilma Capuano - vilmacapuano@yahoo.com.br
Grata Vilma!

LUZ!
STELA




Print Friendly and PDF

Um comentário: