segunda-feira, 13 de julho de 2015

LIVRE ARBÍTRIO E CONSENTIMENTO ENERGÉTICO – USEM O SEU PODER


LIVRE ARBÍTRIO E CONSENTIMENTO ENERGÉTICO
USEM O SEU PODER
Mensagem de Jennifer Hoffman
13 de Julho de 2015


Apertem os cintos, pois podemos passar por algumas curvas sinuosas, paradas rápidas, contornos e mudanças na direção, nesta semana.

A Lua Nova, em 15 de Julho, tem muito apoio para os “pequenos”, com o Sol, Lua, Mercúrio, Urano, Chiron e Júpiter ajudando, opondo-se a Plutão. É um impasse entre a luz e a escuridão, a emoção e a compaixão, a lógica e a praticidade.

Temos um stellium em Câncer (um stellium ocorre quando três ou mais planetas se reúnem em um signo. Teremos um Stellium em Câncer com Sol, Lua, Marte e Mercúrio, quando Marte confronta Plutão em Capricórnio) e a quadratura Urano-Plutão, a verdadeira polaridade em ação. E a lua nova deste mês está entre duas luzes, pois temos duas luas cheias em Julho: no dia 1º e no dia 31.


A batalha entre a luz e a escuridão é algo de que lemos nos livros, ou vemos em filmes, mas na vida real se trata de escolhermos a energia em que queremos estar e enquanto não percebemos isto, esta é uma batalha pela energia.

Tudo o que acontece no mundo hoje é uma tentativa de controlar a frequência, a vibração, o tipo e a quantidade de energia. E estamos no centro da ação, porque podemos transformar o mundo quando compreendemos o nosso poder de consentimento energético, o que chamamos de “livre arbítrio”.

Se estiverem preparados para entrar na plena expressão de seu potencial energético mais elevado, vocês têm uma chance de fazer isto. E este é o tema da mensagem desta semana.

LIVRE ARBÍTRIO E CONSENTIMENTO ENERGÉTICO – USEM O SEU PODER

Nosso livre arbítrio nos permite escolher qualquer caminho que desejemos para a nossa vida e fazemos isto todos os dias, a cada pensamento, palavra e ação, compreendamos isto ou não. Contidas em nossas escolhas de livre arbítrio, estão as decisões sobre a frequência, a vibração e o tipo de energia que permitiremos em nossas vidas e na Terra.

E há dois caminhos distintos para a forma com que permitimos que a energia flua em nossas vidas – podemos nos ajustar à energia ao nosso redor, ou estabelecermos fortes limites e permanecermos nas frequências que escolhemos para nós mesmos.

Um termo mais apropriado para o livre arbítrio é “consentimento energético”, porque é um processo de permitirmos o fluxo da energia de acordo com onde focamos a nossa intenção e atenção, e ao permitirmos que estas energias fluam, o que fazemos ao não escolhermos outro nível de energia, concordamos com a sua presença.

Isto é porque a compreensão de nosso consentimento energético é fundamental agora, desde que a cada pensamento e escolha, estamos criando um impacto energético exponencial para nós mesmos, para todos e para tudo ao nosso redor.

Quando falamos de fluxos de energia e consentimento energético, devemos observar a atenção e a intenção, porque eles podem apontar a energia em direções diferentes.

Por exemplo: Eu posso estabelecer a minha intenção de realizar algo, mas se a minha atenção for distraída por outra coisa, eu pretenderei uma coisa e farei outra.

Para onde foi o meu consentimento energético? Para qualquer coisa que atraiu a minha atenção, não importa qual fosse a minha intenção. E ao me permitir ficar distraído, eu dei inconscientemente o meu consentimento energético para que a minha energia se alinhasse e se expandisse com o que atraiu a minha atenção.

Nossos fluxos de energia tendem a se orientar pela nossa atenção, em vez de nossa intenção, especialmente em torno de situações com fortes emoções.

A menos que estejamos cientes de como o nosso consentimento energético é poderoso, permitiremos que as distrações dispersem a nossa energia, o que enfraquece a nossa intenção e flui a nossa energia para situações que não nos servem. E cria fluxos de energia que podem ser inconsistentes com o nosso desejo de evolução e ascensão, bem como para a presença da paz, amor, alegria e abundância na Terra e para a Humanidade.

Eu quero viver em um mundo que flui com frequências de energias amorosas, compassivas - e vocês?

Podemos criar isto com a percepção do consentimento energético. Mais uma coisa: a menos que estejamos cientes de como consentimos ou concordamos com a energia, nossas energias serão facilmente manipuladas por coisas que atraiam a nossa atenção.

Terminamos com a manipulação ao afirmarmos clara e poderosamente com o que consentimos energeticamente, o que cria um maior recipiente de energia para as energias que queremos e determina os nossos limites energéticos para limitarmos a presença das energias que não queremos.

O consentimento energético é como controlamos os fluxos de energia em nossas vidas e, desde que somos seres energéticos, sabermos como trabalhamos com a energia se torna uma maneira de estarmos plenamente alinhados com a nossa intenção para as nossas vidas e para o mundo.

Quando estamos cientes do poder e do potencial de nosso consentimento energético, podemos garantir que a nossa atenção e intenção fiquem plenamente alinhadas, há um caminho claro para a energia fluir e temos maior controle sobre o nosso movimento entre as realidades dimensionais.

Estamos avançando e recuando, da 3D para as dimensões mais elevadas, criando grandes lacunas da realidade, que são mais facilmente navegadas quando prestamos atenção ao que estamos energeticamente consentindo, alinhando a nossa intenção e atenção para se tornarem recipientes para as frequências e vibrações mais elevadas possíveis.

Quanto mais avançamos para a evolução e a ascensão, maior a responsabilidade que temos para administrarmos os nossos recursos energéticos. E a maneira de fazermos isto é através do consentimento energético.

Abaixo há uma amostra de Declaração de Consentimento Energético, que vocês podem usar como um exemplo para estabelecerem o seu consentimento energético para garantir que estão trabalhando com as frequências e vibrações mais elevadas.

Aqui está uma amostra de Declaração de Consentimento Energético que vocês podem usar para superarem a manipulação energética, declararem a sua soberania energética e reconhecerem o seu livre arbítrio energético:

Agora eu dou o meu consentimento energético de que as frequências e vibrações mais elevadas possíveis estejam agora presentes no planeta, em nosso sistema solar, galáxia e universo.

Eu dou agora o meu consentimento energético para ser preenchido com as frequências e vibrações mais elevadas da luz da Fonte e expando esta luz e estas frequências e vibrações para toda a humanidade.

Eu dou agora o meu consentimento energético para ser um instrumento para a energia de frequências e vibrações mais elevadas e ser uma fonte destas energias para todos e para tudo, em todos os lugares.

Eu dou agora o meu consentimento energético para a criação de um caminho direto para a luz e energia da Fonte para mim mesmo e para toda a humanidade e para a Terra.

Eu dou agora o meu consentimento energético para a participação de cada ser e energia, em todo o cosmos, com as intenções mais elevadas para a humanidade, para nos ajudarem a limpar o planeta de todas as energias e frequências menos elevadas, cujo propósito, foco e intenção estão prejudicando o coração, o espírito e a energia do ser humano.

Eu agora dou o meu consentimento energético para que a Terra agora receba continuamente luz e energia para superar, vencer e liberar quaisquer e todas as energias que não estejam no propósito mais elevado para a humanidade e o planeta.

Eu dou agora o meu consentimento energético de que as frequências e vibrações mais elevadas possíveis das energias da paz, alegria, amor e abundância, estejam agora disponíveis como uma fonte ilimitada, contínua e constante para mim mesmo, para toda a humanidade, para cada ser e forma de vida e para a Terra.

Estamos cercados por um vasto oceano de energia, contendo todas as frequências possíveis que podemos incorporar, ou aspirar, e muitas que não podemos ou que não gostaríamos. Mas elas aí estão e a, fim de que qualquer uma delas esteja presente, devemos consentir com elas, o que as expandem em nossas vidas, nas vidas dos outros e no planeta.

É assim que usamos o nosso livre arbítrio: Concordamos em estarmos alinhados com certas energias.

Se quisermos mudar a energia de qualquer situação ou realidade pessoal, individual ou coletiva, temos que mudar ao que demos o nosso consentimento energético. E quando concordamos com a presença das energias juntos, fortalecemos a energia em que queremos viver e com que queremos viver e é assim que criamos o Céu na Terra.

Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar
http://stelalecocq.blogspot.com/2015/07/livre-arbitrio-e-consentimento.html
http://enlighteninglife.com
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

LUZ!
STELA


2 comentários:

  1. Muito grata respeito muito todas as mensagens.

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada.
    Celia

    ResponderExcluir