terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

ADAMUS - MENSAGEM PARA OS SHAUMBRA


MENSAGEM PARA OS SHAUMBRA
ADAMUS
14 de Fevereiro 2016

Para vivenciar a energia integral desta sessão, recomenda-se acompanhar as gravações em áudio ou vídeo enquanto lê a transcrição ou a tradução.

LINDA: Bem-vindos a esta apresentação especial de Adamus Saint-Germain.

Como todos devemos lembrar, Adamus deixou muito claro – começou falando em fevereiro de 2015 e reforçou isso, especificamente, em maio de 2015 – que ele estava aqui para fazer uma medição e que, em fevereiro de 2016, ele decidiria se continuaria ou não com os Shaumbra, com todos nós, com base em como estamos realizando nosso caminho para a iluminação. Então, aqui está a mensagem prometida. Geoff, neste momento, está se preparando para trazer Adamus e compartilhar essa mensagem.

Estamos aqui no estúdio do Círculo Carmesim, em Louisville, Colorado, esperando, esperando ansiosamente, Adamus Saint-Germain para descobrirmos onde estamos e pra onde vamos.

Assim, com isso, respirem bem fundo. Realmente, sintam as energias desta apresentação de Adamus. Realmente, sintam a si mesmos. Onde cada um de nós está em nossa realização da iluminação? Vocês permitiram isso? Podem respirar isso? Realmente, deixe sua energia radiar para Adamus.

Assim, respirem bem fundo. Sintam tudo que vocês são. 
Abram sua consciência e percepção, permitindo esta apresentação muitíssimo especial.

ADAMUS: Eu Sou o que Sou, Adamus of Saint Germain. 

Vamos respirar bem fundo, meus caros amigos.

Que longa jornada tem sido esta, uma jornada que remonta a éons de tempo. Ela nos leva aos tempos de Atlântida – aos Templos de Tien, ao sonho da iluminação encarnada na Terra, à tragédia de Atlântida, à dor sincera que muitos de vocês sentem desde então; ao reencontro há 2.000 anos nos tempos de Yeshua, ao plantio da consciência da semente crística no planeta; ao acordo de voltar nesta época, nesta existência, no mais incrível dos tempos no planeta, sabendo que este seria o tempo da consciência – mudar a realidade do planeta Terra. Vocês, escolhendo voltar para sua última existência na Terra, para sua iluminação na forma humana; vocês, escolhendo trazer a consciência para este planeta.

Que longa jornada tem sido esta, e agora vocês estão vivendo no mais acelerado, mais desafiador e difícil dos tempos no planeta, embora seja um tempo dos mais altos potenciais, das maiores oportunidades e maior abundância que este planeja jamais tinha visto. Não veremos o que aconteceu em Atlântida acontecer neste planeta. Não veremos a queda de grandes sociedades, mas veremos mudanças fenomenais nos próximos dez ou vinte anos.

Veremos mudanças que são manifestadas pela consciência, pelos sonhos, pelos desejos, por pessoas como vocês, que assumiram um compromisso intenso consigo mesmos por sua iluminação, por sua realização nesta existência.

Assim, aqui estamos nós no novo Círculo Carmesim. Deem uma olhada ao redor. Sintam o entorno. Esta é a nova face dos Shaumbra.

Tivemos nossa última grande mudança no Salto Quântico, no ano de 2007, quando entidades de todo o mundo e entidades de outras esferas se reuniram para assinalar e celebrar um momento de salto quântico da consciência, um momento em que a consciência, literalmente, tirou este planeta da velha curva linear e o colocou numa curva exponencial; um tempo em que as transformações verdadeiramente começaram, as transformações que estão, neste momento, moldando este planeta e o que vem em seguida.

Digo que não vai haver uma repetição de Atlântida. Não, o máximo que vai acontecer é vermos essas duas Terras que existem agora, esses dois conjuntos diferentes de consciências e realidades ou se mesclando ou se dividindo permanentemente. Tudo depende da consciência, dos humanos, da direção que os humanos escolherão tomar.

E eu sei, porque muitos de vocês trabalharam por este planeta e investiram nele, que vocês, certamente, querem ver esses diferentes níveis de consciência se mesclarem para o bem do planeta e da humanidade, por essa coisa que vocês ajudaram a criar e que amam com tanto carinho. Pode ser. Saberemos nos próximos anos.

Ou os dois mundos podem se separar por compaixão e, de fato, como uma forma de respeito, para que aqueles que escolherem permanecer numa consciência mais velha e num mundo mais velho, e ainda escolherem seguir por uma experiência humana limitada, possam fazer exatamente isso. E os que escolherem uma forma mais elevada de consciência, um novo tipo de Terra, um que não esteja limitado apenas à realidade física, um que não esteja apenas limitado à mente, um em que haja verdadeira liberdade e soberania, é para onde eles irão.

Como eu disse em outras apresentações que fizemos recentemente, se ocorrer, essa mudança virá de forma natural, coesa, graciosa, sem colapso, sem catástrofe, sem este velho planeta desmoronar. Ele se transformará, de repente, na Nova Terra. Isso será uma outra conversa para os anos adiante, mas o que viemos fazer aqui hoje é tratar do novo Círculo Carmesim.

Assim, vamos respirar fundo com isso enquanto eu me posiciono em meu púlpito.

O Novo Círculo Carmesim

Hoje, eu sou, provavelmente, mais Saint Germain do que, de fato, sou Adamus. Vocês estão acostumados ao Adamus. Estão acostumados a esse meu aspecto, aspecto de Saint Germain, que se apresenta pra provocar vocês, deixá-os tensos às vezes, para rir com vocês, chorar com vocês e compartilhar esta jornada. Mas, hoje, é um pouquinho mais do Saint Germain.

Para aqueles de vocês que escutam isto, que foram tocados de alguma forma por isto, é porque, provavelmente, vocês e eu estivemos juntos na forma humana neste planeta, em existências passadas, em nossas Escolas de Mistério, em nosso trabalho juntos pela qualidade espiritual da humanidade.

Falei, ano passado, em diversas ocasiões, sobre ficar ou partir, e estou certo, agora, que vocês já podem sentir a resposta. Eu escolhi – sempre foi minha escolha – ficar, mas a verdadeira pergunta é: Para onde vamos a partir de agora? O que faremos? Nós – eu, cada um de vocês, as outras entidades que estão ajudando, como Kuthumi –, para onde nós vamos a partir daqui? O que vem em seguida?

Eu disse que este é o novo Círculo Carmesim. O que isso significa? Vamos examinar alguns fatos e alguns números, algumas informações que obtivemos com nossa forma própria de medição energética.
Shaumbra.

Existe essa coisa chamada Shaumbra. Shaumbra é uma palavra que foi usada, pela primeira vez, há cerca de 2.000 anos. Tobias explicou isso. Era um grupo de pessoas que, posteriormente, se tornariam Os Essênios e outras ramificações deles; era um grupo lá nos tempos de Yeshua que se autodenominavam Shaumbra, a família, a família forte, a família da rocha, a família que estava aqui para plantar a consciência da semente crística na Terra. É de onde veio o termo.

Ao longo de uma série de séculos depois disso, muitos de vocês tomaram rumos diferentes – alguns foram para as Escolas de Mistério, outros seguiram o próprio caminho ou jornada –, mas vocês se reuniram nesta existência, bem mais de 100.000 no planeta Terra que sentem uma afinidade ou conexão com essa coisa chamada Shaumbra.

Shaumbra se tornou uma entidade própria. Há uma entidade Shaumbra, e está com vocês. Está com todos vocês todos os dias. Está neste website. Está na equipe do Círculo Carmesim. Está em todos vocês. Vocês criaram os Shaumbra.

Por todo o planeta, existem aqueles que acessam estas informações, porque as informações não vêm só de mim, de Saint Germain. As informações não vinham só de Tobias também. Elas vêm de todos nós, e chamamos a isso de Shoud. Os Shaumbra estão fazendo os Shouds – somos todos nós colocando nossos sonhos e nossos desejos, nossa consciência e nossa esperança, reunindo tudo isso – e foi isso que criamos ao longo desses anos.

Um Shoud não é mais só aquele encontro mensal, aquela mensagem mensal que transmitimos.
Um Shoud agora é muito mais abrangente.

Um Shoud está presente em todas as aulas, todas as reuniões que chamam de workshops, todas as Cloud Classes (Aulas na Nuvem). Um Shoud está em toda a mídia social de vocês. Um Shoud é a essência, a consciência dos Shaumbra no planeta.

Cresceu, mas, como Tobias uma vez disse ao Cauldre, nunca será grande. Cauldre pensava que ele queria dizer 20, 30, 40 pessoas no máximo. O que queríamos dizer eram 100.000, talvez um pouco mais. Mas nunca foi projetado como algo para todos, porque ser o que vocês chamam de Shaumbra significa que vocês tiveram uma conexão lá atrás em Atlântida, lá atrás nos tempos de Yeshua, e que vem agora para esta existência. Não exclui ninguém. Todos são bem-vindos, mas essa conexão básica ainda é parte integral de todos vocês, de tudo que vocês fazem.

Daqui para Frente

Então, estamos aqui, agora, para tratar do que virá em seguida. Para onde vamos a partir daqui? O que é esse novo Círculo Carmesim? Daqui para frente, as mensagens vão ser mais claras e focadas, ou seja, vamos ser bem mais específicos e diretos. E, quando digo “nós”, são vocês, sou eu, é a equipe do Círculo Carmesim. Isso quer dizer que temos muita clareza agora sobre esta ser a existência, muita clareza sobre o que temos consciência no planeta, e muita clareza e comprometimento com a realização da iluminação nesta existência. Sem esperar, sem deixar para depois, sem ficar só pensando ou sonhando com isso, mas tornando esse sonho realidade.

Haverá muita clareza, muito mais foco à volta e, como eu disse antes, como Adamus, não há espaço aí para aqueles que estão, simplesmente, se aproveitando da energia. Não há lugar para aqueles que estão brincando de espiritualidade. Não há mais essa coisa de espiritualidade. Não há mais a Nova Era. Certamente, isto aqui não é uma religião. Trata-se da iluminação encarnada consciente neste planeta.
Transcende a espiritualidade, porque não são apenas conceitos. Não é apenas algo nas outras esferas. Não é apenas uma filosofia. É real. Está vivo. São vocês.

Certamente, não é a Nova Era. A Nova Era, na realidade, trouxe uma nova consciência ao planeta, iniciando em meados dos anos 1800, e trouxe uma nova forma de pensar, uma nova forma de liberdade ao planeta. Mas nós transcendemos isso. Transcendemos os acessórios e as vestimentas do que foi chamado de Nova Era, e tenho certeza de que vocês conseguem sentir a diferença entre isso e o que vocês, o que nós estamos fazendo aqui no Círculo Carmesim, como Shaumbra, que transcende, que vai além da Nova Era.

O que estamos fazendo aqui é a absoluta permissão da iluminação. A iluminação é algo natural. A iluminação vem com o permitir. A iluminação não é algo que alguém dá a vocês nem, necessariamente, ensine a vocês. É o seu permitir

Mas, como sabem, pode ser muito difícil, muito desafiador, porque todos os elementos da realidade física em torno de vocês podem ser muito sedutores, podem puxá-los para fora dessa iluminação, podem puxá-los novamente para as limitações da condição humana.

A iluminação pode ser muito desafiadora e muito difícil, porque o humano está acostumado a perceber tudo através da mente e através dos sentidos humanos. E, na verdadeira iluminação, isso vai além desses sentidos. Esses sentidos ainda estarão intactos e são uma parte importante da vida diária. Mas isso vai além deles em direção a sentidos que, no momento, estão verdadeiramente além de qualquer descrição. Então, eu simplesmente os chamo de Sentido do Mestre.

A iluminação pode ser difícil, porque muda a sua vida e, particularmente durante esses tempos de mudanças, que tantos de vocês tão bem sabem, nesses tempos de mudanças, tudo pode parecer um caos. Tudo começa a parecer desmoronar, mesmo que não seja bem assim.

O modo cotidiano de vocês perceberem a vida muda, e pode ser perturbador para a mente, para os sentidos físicos, para o seu passado e para suas crenças. Para alguém permitir – confiar nessas mudanças, confiar que é, simplesmente, sua escolha pela iluminação –, é muito simples, mas ainda assim algo que gera medo, é doloroso, é desafiador.

Vocês vão sentir a pressão constante para voltarem às velhas maneiras, às limitações de seus sentidos. Vocês vão ser puxados de volta para os membros da família, para a consciência de massa. Vocês vão ser puxados de volta para os velhos conceitos de como sobreviver neste planeta, de como atingir mesmo um pequeno grau de abundância.

Assim, de certa forma, apesar de simples, pode ser muito desafiador. Vocês não combatem. Não encontram sentido do jeito que, geralmente, faz sentido paraa  mente. Então, trata-se só de permitir.

É uma jornada difícil e, com frequência, muito, muito solitário em direção à iluminação encarnada. É por isso que esta coisa que vocês ajudaram a criar – esta coisa chamada Shaumbra, chamada Círculo Carmesim – é tão importante. Não é, como se disse muitas vezes, um clube. Não há associação. Não há mensalidades. Não há regras nem regulamentos ou exigências. É um lugar de encontro para espíritos afins. É um lugar de familiaridade, porque vocês, em geral, estão todos na mesma jornada. É um lugar familiar, porque vocês já estiveram juntos e compartilharam isso antes.

É um lugar onde vocês podem vir, sentir e estar num espaço seguro. Não é seguro lá fora, na realidade humana regular. Mas, aqui, vocês podem vir para esse sentimento de estar no lugar seguro, para o sentimento de compaixão, para o sentimento de ser compreendido pelos outros e amado. Não só pelos Shaumbra que estão no corpo físico, mas pelos Shaumbra que fizeram a passagem para o outro lado, pelas entidades que estão trabalhando com cada um e todos vocês, e por todos aqueles do Conselho Carmesim.

Então, vocês vêm para cá. É um espaço seguro energético. Não é uma estrutura. Não é uma fraternidade nem nada desse tipo. É, simplesmente, um espaço de afinidade, um espaço seguro para cada um e todos vocês.

Estatísticas Acerca dos Shaumbra

Vamos examinar algumas estatísticas, alguns números com que estamos lidando neste momento.

No ano passado, aproximadamente 130.000 pessoas foram tocadas de alguma forma ou outra por esta energia do Círculo Carmesim, fosse através dos Shouds, dos livros, de workshops ou de aulas. E, quando digo tocados, significa não apenas os que ouviram, leram ou assistiram, porque muitos vêm para este espaço, dão uma olhada, sentem a energia e vão embora.

Quando digo tocados, eu me refiro àqueles que sentiram alguma coisa; que foram tocados por algumas das palavras, algumas das energias presentes aqui e que fizeram uma diferença em sua consciência. Isso não significa, necessariamente, que se sentiram como Shaumbra; significa, simplesmente, que foram tocados por isto aqui.

Há um grupo principal de Shaumbra, do qual falarei em instantes, que realmente ajuda a reunir essas energias diariamente, semanalmente, mensalmente, que vem regularmente em nossos encontros mensais, seja no momento exato ou posteriormente.

Esse grupo principal de aproximadamente 30.000 humanos ao redor do mundo está aqui regularmente. Esses, realmente, sentem, entendem e fazem parte dos Shaumbra. Agora, na realidade, há muitos, muitos mais que captam alguma coisa, que aproveitam as informações, mas esse grupo principal de humanos verdadeiramente dedicados é composto de cerca de 30.000.

Voltando às minhas mensagens do ano passado, eu disse, como Adamus, que estou buscando apenas cinco. Cinco humanos para realizar a iluminação nesta existência. Não é preciso centenas ou milhares, apenas um pequeno número.

Como Adamus, brinquei com vocês sobre ficar ou partir. Eu disse que daríamos uma olhada nisso, neste momento, como estamos fazendo. Onde estamos? Qual é a medição de energia e consciência? E o que vamos fazer daqui para frente?

Desde aquele momento, 102, dos 30.000 que se consideram Shaumbra, fizeram a passagem para o outro lado numa forma ou num estado de iluminação. Quando tiveram a realização, quando permitiram o Eu Sou, a liberdade, eles simplesmente partiram. Voltaram para o outro lado. Para a maioria deles, isso ocorreu simultaneamente, pode-se dizer; na realização, simplesmente partiram. Outros permaneceram por questão de dias ou semanas e, então, escolheram voltar.

Alguns sentiram que serviriam melhor os Shaumbra estando do outro lado. Alguns simplesmente sentiram, no momento da realização, que tinham feito tudo que podiam na Terra. Não havia mais razão para ficar. Eles entenderam que seria uma inutilidade permanecerem no planeta como seres iluminados, mas não foi uma necessidade. Eles não se sentiram pressionados para isso. Eles simplesmente sentiram que seria mais fácil ir para o outro lado.

Mais alguns vão partir em questão de algumas semanas. Podemos sentir as energias. Podemos sentir a retirada de seu corpo físico e desta realidade. São bem-vindos aqui do outro lado, recebidos de braços abertos, com calor no coração e com celebração. Não é, absolutamente, nenhuma desonra. Nós os recebemos muito bem quando fazem a passagem.

Eles não se encontram, primeiramente, com os familiares ou os amigos da existência passada. Eles se encontram com os Mestres Ascensos que os honram, que têm verdadeiramente compaixão, e a passagem, para eles, é, na realidade, muito graciosa e muito fácil. E, logo após se encontrarem com os Mestres Ascensos, é claro, seus animais de estimação vêm encontrá-los e, às vezes, bem mais tarde, talvez os membros da família.

Desde nossa última conversa, dois humanos, dois que se consideram Shaumbra, se iluminaram, tiveram a realização, enfim permitiram isso e se reconheceram de forma muito real e clara. Não há dúvida quanto a isso. Não é porque estamos reconhecendo isso ou medindo isso dentro deles; é, simplesmente, porque eles estão permitindo e afirmando isso. Em breve, outro também se iluminará depois de divulgarmos esta mensagem. Então, haverá três Mestres iluminados – Mestres iluminados Shaumbra – no planeta.

Não é desapontador, de modo algum, que não haja cinco, 50 ou 1.000. A propósito, não importa onde esses três vivem, a idade que têm nem quem eles são. No momento apropriado, eles aparecerão. Mas com verdadeira humildade e verdadeira modéstia; não vão ficar batendo no peito, divulgando isso na mídia social nem nada disso. Eles vão surgir, e haverá um saber tamanho que não terão sequer que falar uma palavra.

Então, o fato é que não há cinco. Não é desapontador e, certamente, não é o suficiente para dizer que nós – eu mesmo, meus estimados colegas Mestres Ascensos – não vamos ficar, porque há o que chamaríamos de massa, o que chamaríamos de grande porção energética dos Shaumbra que estão, eu diria, na 11a hora e no 59o minuto. Eles estão muito perto da realização.

Esse grupo totaliza aproximadamente 6.500. Esse não é o número exato, mas é em torno disso. Cerca de 6.500 desses que se consideram Shaumbra estão nas vésperas de sua iluminação, quase lá. Só mais algumas respirações, só mais algumas permissões, só mais algumas liberações e estarão lá.

Desses, lendo todas as energias e trabalhando com todos os outros Mestres Ascensos para dar uma olhada em quantos ficariam na Terra como Mestres encarnados, calculamos por alto pelo menos 5.000, até uns 5.500. Isso significa que aproximadamente de 1.000 a 1.500 escolheriam vir para o nosso lado, para outras esferas, deixar o corpo físico.

E, repito, não é motivo de vergonha. Não é desonra, de modo algum. Não há julgamento algum. É uma honra tão grande deixar as esferas físicas na iluminação para vir pro nosso lado quanto é permanecer aí.

Mas isso deixa um número significativo de humanos – 5.000 a 5.500 – nesse limiar, à beira de permitir sua iluminação, e é isso que nos dá alegria, motivação e vontade de continuar trabalhando com vocês.

Muitos precisam, simplesmente, de uma respiração para o Eu Sou conduzi-los à iluminação encarnada. Isso pode levar meses, pode levar anos, realmente não importa. Mas o fato é que eles, que vocês chegaram até tão longe, suportaram muitos desafios, muitos obstáculos ao longo do caminho, e aqui estão vocês às vésperas de sua iluminação.

Vocês sabem quem vocês são. Não precisam levar uma insígnia no peito. Não precisam anunciar na mídia social. Vocês sabem quem vocês são e nós sabemos quem são cada um de vocês. São impressionantes os números, o potencial, a proximidade da iluminação. É algo realmente, verdadeiramente impressionante.

Estamos aqui trabalhando com vocês, como eu disse há muito tempo, em cada passo do caminho. Não podemos fazer por vocês, nem queremos isso. Mas estamos aqui para encorajá-los, para ajudá-los a passar por essas tormentas que ocorrem bem no limiar da iluminação.

Então, há um grande número desses que se consideram Shaumbra, e outros 30.000 mais ou menos que estão comprometidos com a iluminação, mas que titubeiam. Ficam se questionando. Costumam ficar altamente distraídos. Prendem-se no próprio makyo. Prendem-se a coisas que os mantêm, pode-se dizer, ligados à Terra ou sem consciência, de tantas maneiras. Não são, necessariamente, desculpas; talvez sejam razões válidas, mas não querem entrar naquele nível final de permissão, por causa, talvez, dos familiares, da preocupação com o que aconteceria com a família se eles permitissem e se realmente fizessem a transição para o outro lado.

Esses são os que, simplesmente, não estão prontos para dar esse passo final da permissão, porque existem coisas que querem terminar e realizar como humanos, na condição humana. E há os que, simplesmente, estão esperando que alguns avancem antes deles, para assegurar que a iluminação é tudo que pensavam que fosse.

Há um número bem grande de Shaumbra e, repito, vocês sabem quem vocês são. E não há qualquer julgamento. Se escolherem esperar um tempo, mais para continuarem tendo experiências como humanos, na condição humana, não há absolutamente qualquer julgamento, porque, mais cedo ou mais tarde, sabemos que cada um de vocês vai permitir a própria soberania.

É um número bem grande e, às vezes, pode-se dizer, é um bocado desafiador, porque, num momento, esse grupo de 30.000 está muito, muito comprometido com a iluminação, muito focado na iluminação, como dá para notar quando vão aos encontros, quando se comunicam na Internet. Mas, no momento seguinte, parecem se distrair, indo para outro lugar, fazendo outra coisa, esquecendo da iluminação encarnada, esquecendo do compromisso em realizar isso nesta existência e, às vezes, esquecendo até desse sonho, o sonho atlante, do sonho dos tempos de Yeshua que reuniu todos vocês.

E, repito, não há julgamento, porque nós estamos aqui, vocês estão aqui por todos eles, para quando estiverem prontos, para quando escolherem isso.

Isto não é uma corrida. Isto não é para ver quem chega primeiro, quem é mais importante, mais rápido e melhor. É, simplesmente, uma experiência. Mas, para eles, esse grupo de 30.000, às vezes, é muito desafiador, porque eles têm o saber da iluminação; eles sentem esse desejo interior profundo para a realização, mas, mesmo assim, eles sabem que se distraem facilmente. Focam coisas que não são particularmente relevantes para a iluminação neste momento. E, depois, ficam muito, muito frustrados consigo mesmos.

Isso causa uma espécie de desequilíbrio energético nessa coisa que chamamos de Shaumbra. É aonde dedicamos muitos de nossos recursos no Conselho Carmesim, ajudando a trazê-los de volta para um saber, ajudando a iluminar os potenciais que estão, de fato, ao redor deles, ajudando a superarem os medos, as preocupações, as dúvidas sobre si mesmos.

Assim, há uma tremenda quantidade de nossa energia, da energia dos Shaumbra na Terra, lidando com esse desequilíbrio. Mas cada um de vocês sabe: um desequilíbrio não é, necessariamente, algo errado ou ruim. É, de fato, uma oportunidade para transformar energias. Dentro de cada desequilíbrio, em todas as coisas, em toda a criação, há potenciais. Um desequilíbrio, em muitos casos, simplesmente, cria movimento, simplesmente, cria novas transformações.

Então, há um número muito grande dos que não se consideram, necessariamente, Shaumbra. Eles não se identificam altamente com o nome. Eles sentem algo, não se afastam, mas não se identificam profundamente. Não têm certeza se querem fazer parte de um grupo que, obviamente, isto não é. Não têm certeza se realmente querem essa coisa chamada... eles chamam de “ascensão”; nós chamamos de “iluminação encarnada”. Eles não têm realmente certeza, mas se sentem atraídos por isso, pode-se dizer, como abelha no mel. Tem algo aí.

Eles se sentem atraídos por causa das qualidades energéticas de tantos de vocês, por causa da verdade contida aí. Mas, às vezes, a verdade, a clareza do que todos estamos fazendo juntos é muito forte para eles. Eles voltam periodicamente, às vezes mesmo regularmente. Eles se permitem imergir, num certo nível, dentro da consciência do que todos vocês criaram, mas, de certa forma, é difícil para eles. Eles ainda se sentem muito atraídos pela outra vida, pela condição humana, mas, mesmo assim, voltam de tempos em tempos, porque sabem que existe algo mais.

Assim, o que temos como Shaumbra é um grupo muito compromissado. Não é um grupo grande, mas é um grupo muito, muito compromissado: 6.500 que estão na 11a hora, no 59o minuto para a iluminação, para a realização. Para aquilo que chamamos antes de “pipocas”, como grãos de milho prontos para estourar. Agora o calor é muito intenso, a transformação, a mudança é iminente. Eles estão meio que naquela zona limítrofe entre um estado de ser com consciência e outro. Estão num ponto intermediário, num ponto do qual não podem voltar. Vocês não podem voltar. Bem nesse momento, nesse ponto da verdadeira realização encarnada neste planeta.

O Básico

Assim, depois de tudo isso dito, também quero dizer que, nos próximos anos, muitas outras pessoas serão atraídas para o Círculo Carmesim, para o trabalho que todos vocês criaram. Vocês criaram um material básico fundamental. Tudo desde os tempos de Tobias até este exato momento foi verdadeiramente desenvolvido como uma base de conteúdo, um material básico.

É a história dos Shaumbra. É a jornada de vocês. São como paralelepípedos que vocês usaram para formar um caminho que realmente não existia antes, e nesses próximos anos, muitos, muitos outros seguirão por esse caminho. Alguns trilharão o caminho todo desde o início. Outros vão parar na metade, porque é muito desafiador ou porque há muitas distrações. Mas o que vocês fizeram até agora foi criar essa base, um material básico.

Por falar em material básico, quando nós nos reunimos uma vez por mês, nós, juntos, criamos um material, informações, que vocês podem ver na Internet, escutar ou ler. Uma vez por mês, criamos isso juntos, e essa é a base do que fazemos.

Existem workshops e aulas para aqueles que realmente querem se encontrar, na forma física, com espíritos afins. Existem aulas que oferecemos, e que vocês ajudaram a criar, até certo ponto, na Cloud Class (Aula na Nuvem). É uma forma de se reconectarem. É uma forma de voltarem para a essência do que estamos fazendo. Vocês estão aprendendo, estão crescendo, mas também estão contribuindo pra esse material e tornando-o disponível.

Mas a questão é que não há requisitos ditando que vocês precisam fazer essas coisas. Não há nada que diga que vocês estão perdendo algo se não fizerem, porque tudo, todas as energias já estão aqui nesses encontros mensais que nós temos, que são oferecidos gratuitamente online.

Daqui para frente, vai haver um foco ainda mais intenso. Alguns – um bocado de gente –, realmente, vai embora, mas serão substituídos por outros que, de repente, se conectarão aos Shaumbra e ao Círculo Carmesim.

Alguns irão embora porque será muito intenso e, de certo modo, exigirá muito esforço e, a cada mês, quando eu, enquanto Adamus, me levantar aqui, vou olhar para vocês diretamente nos olhos e perguntar: “Vocês estão prontos? Estão sendo verdadeiros consigo mesmos? Estão seguindo para além do seu makyo?”

Eu vou dizer para vocês: “Vocês estão bem no limiar da iluminação. O que está segurando vocês?” E alguns se sentirão bem desconfortáveis. Para alguns, será tão intenso que eles encontrarão desculpas, inventarão desculpas para sair. E, então, a maioria deles voltará num momento ou outro, porque perceberá que é parte integral do movimento de ajudar a criar tudo isso.

Daqui para Frente

Daqui para frente, meus queridos amigos, vamos trazer outros ao Conselho Carmesim. O Conselho Carmesim é um grupo angélico composto de famílias angélicas de toda parte da criação. Iremos trazer outros a este Conselho Carmesim para fornecer um equilíbrio energético ainda mais dinâmico, por causa de onde estamos indo, por causa de serem esses momentos logo antes da iluminação verdadeiramente desafiadores de tantas maneiras. Podem realmente jogar uma pessoa pra escanteio.

Assim, o Conselho Carmesim também será composto daqueles seres iluminados que se consideram Shaumbra que passaram para o nosso lado, porque eles têm tamanha empatia e não faz muito tempo estavam na Terra, na forma física. Então, eles irão se juntar ao Conselho Carmesim do outro lado.

Nós vamos nos aproximar ainda mais de vocês, particularmente desse grupo principal de 6.500, e mesmo dos outros 30.000 que estão tão perto da iluminação. Nós vamos ficar ainda mais perto do que antes. Mais perto para que vocês sintam nossa presença. Vocês saberão que não estão sozinhos. Mais perto também, de certa forma, por causa do chamado de vocês, da solicitação de mantê-los sem se distraírem, de lembrá-los, às vezes, de modo irritante ou provocativo, de lembrá-los do compromisso que assumiram consigo mesmos para a iluminação encarnada.

Às vezes, vocês se sentirão como se quisessem nos empurrar para longe, como se quisessem nos manter afastados, mas, confiem em mim, no meu aspecto Adamus, eu estarei bem aí com vocês, olhando direto nos seus olhos e perguntando: “Está pronto agora?” Porque vocês nos pediram para fazer isso, e é por isso que estamos aqui.

Enquanto grupo de Shaumbra que está tão perto... ou mesmo entrando na iluminação, vou pedir a cada um e todos vocês que honrem cada um e todos os outros. Eu sei que vocês sentem isso de coração, mas, às vezes, essa honra não vem através do trabalho que vocês fazem entre si. Algumas interfaces, comunicações que vocês têm na mídia social, algumas formas de manter essa coisa chamada Shaumbra e Círculo Carmesim, em termos de entendimento de que tudo está aqui em serviço de vocês. Não trabalhando contra vocês, não tentando obrigá-los a fazer o que não querem, não tentando estar acima de vocês de jeito nenhum.

Outros Shaumbra e o Círculo Carmesim estão aqui em absoluto serviço a vocês. Vou pedir que tenham compaixão, honra e respeito por isso. E o que receberão deles em troca, dos outros Shaumbra, do Círculo Carmesim, é compaixão, honra e respeito.

Este é um dos tempos mais difíceis no planeta Terra do ponto de vista das mudanças que ocorrem muito rapidamente; tão rapidamente que é difícil para o corpo e para a mente acompanharem. E vocês estão tendo a iluminação encarnada bem nesse momento mais difícil, desafiador e de mudanças aceleradas. Também é hora das grandes energias nunca vistas no planeta, dos grandes potenciais e oportunidades.

Podem dizer que seria mais fácil ter a iluminação encarnada num momento em que as coisas não estivessem se movimentando nem mudando tão rapidamente no planeta, quando as coisas estivessem um pouco mais tranquilas. Mas, daí, eu lembro a vocês que não haveria nem de perto o potencial de energia que está disponível para aqueles que buscam sua realização, para aqueles que realmente permitem sua realização.

Peço a vocês que entendam que o Conselho Carmesim e o Círculo Carmesim estão aqui em serviço de vocês. A grande razão para estarem aqui é servir vocês. Peço que examinem e sintam isso, como as entidades do meu lado do véu e como os humanos do seu lado do véu estão se dedicando e se comprometendo com a iluminação encarnada.

Alguns podem considerar o Círculo Carmesim uma empresa, um negócio e, na verdade, é, de muitas formas. Mas a verdadeira razão pela qual estão aqui é para servir vocês. E cada um e todos eles, também, estão permitindo sua iluminação encarnada. Então, se puderem imaginar um instante o serviço que estão prestando ao realizarem este trabalho, fornecendo coisas pela Internet, os Shouds mensais, os workshops, as aulas, os materiais, o suporte, tudo enquanto estão buscando a iluminação encarnada. Esse é o verdadeiro serviço.

Às vezes, isso tem um ônus pra cada um deles. Às vezes, eles não sabem ao certo para onde olhar, se para a própria iluminação ou para o serviço que prestam a vocês. Eles fazem as duas coisas. Estão fazendo um trabalho fenomenal de equilibrar ambas as coisas. Mas, às vezes, nós vemos como é difícil para cada um deles.

Eu peço que, se vão fazer parte disto, antes de tudo, cheguem a um entendimento muito consciente do próprio desejo pela realização. Às vezes, vocês hesitam com relação a isso. Às vezes, não há, particularmente, um equilíbrio. Às vezes, vira um jogo de energia, e não a verdadeira realização.

Então, antes de tudo, deem uma olhada em si mesmos. Por que escolheram isto em algum momento? Por que pegaram o caminho em que estão nesta existência e que os levou até aqui? Quando vão realmente permitir a sua iluminação?

Não há especificações. Vocês não precisam ter uma data. Não importa se farão isso agora ou depois, mas o que isso realmente significa pra vocês? Que sonho é esse que tinham? Por que estão aqui?

Classifiquem todas essas coisas. Quer seja seu trabalho, sua saúde ou outra coisa qualquer, sigam além disso um instante. Sigam além de todas as coisinhas que parecem interferir e trazer distrações, de todas as coisas que os contêm. Voltem para seu sonho, seu desejo pela iluminação. Isso fará uma transformação nessa grande massa de Shaumbra, nos 6.500, nos 30.000, só por chegarem à própria percepção de por que escolheram estar aqui nesta existência.

Apoio

Seguindo. Como parte dos Shaumbra e do Círculo Carmesim, deem seu apoio energético. Apoio energético, e nada mais. O que isso significa? Significa enviar seu amor, porque essa coisa chamada Círculo Carmesim são todos vocês. Essa coisa chamada Shaumbra são todos vocês. Enviam seu amor e suporte a todos os Shaumbra. Enviem suas bênçãos ao Círculo Carmesim, mas entendam que todos vocês compartilham deste sonho. Todos vocês compartilham deste desejo. Vocês voltaram para cá juntos, talvez espalhados por todo canto do planeta, mas voltaram para cá juntos, neste momento, para algo que é a coisa mais preciosa para vocês, que é a coisa mais preciosa para outros.

Apoiem o Círculo Carmesim e os Shaumbra, não criticando, não direcionando palavras rudes. Deem seu apoio com amor e admiração, porque a jornada dos Shaumbra e do Círculo Carmesim é também a sua jornada. Serem críticos, não olharem o bem, só verem o que consideram ruim, criticarem os outros, serem cruéis com os outros é, na verdade, serem cruéis consigo mesmos.

Este grupo tem passado por muita coisa junto. E, individualmente, vocês realizarão sua soberania. Individualmente. Não se trata de todos do grupo conseguirem isso de uma só vez, mas, ainda assim, há também essa entidade chamada Shaumbra, essa consciência de cada um de vocês. Há um compartilhar ao longo de vidas e mais vidas. Nos tempos das Escolas de Mistérios. Nos tempos que estiveram comigo, como Saint Germain. Nós compartilhamos muito uns com os outros.

Temos passado por muita coisa uns com os outros. E, agora, chegamos neste exato momento; neste momento no planeta em que as coisas estão mudando muito rapidamente; neste momento do novo Círculo Carmesim, com esse foco, com essa clareza e com essa forma graciosa de permitir.

Então, sim, depois de todas estas palavras, depois de toda a expectativa, sim, Eu, o Amado Saint Germain, continuarei com cada um e todos vocês, mais perto do que nunca, mas com cada um e todos vocês que estiverem escolhendo a iluminação encarnada nesta existência. Estarei acompanhado de outros, alguns cujos nomes surgirão de tempos em tempos e alguns que, simplesmente, permanecerão anônimos, nos bastidores, trabalhando com cada um e todos vocês.

Vamos respirar fundo juntos, enquanto fazemos a transição para mais uma mudança quântica neste planeta, no Círculo Carmesim e nos Shaumbra. Estou ansioso pelo tempo à frente em que estaremos juntos.

Voltarei para minha faceta chamada Adamus na maior parte do tempo. Voltarei com meu inacreditável senso de humor, meu charme magnânimo, meus visuais incríveis, minha inteligência brilhante. Eu voltarei como Adamus, porque, bem, na verdade, vocês o criaram.

Vocês disseram: “Queremos algo um pouco diferente. Queremos algo um pouco mais revitalizado. Queremos algo que nos entretenha, nos inspire e nos motive, que nos faça rir o tempo todo em direção à iluminação.”

Com isso, meus queridos Shaumbra de todos os lugares do mundo, meus caros amigos do Conselho Carmesim, aqueles que deixaram o corpo físico, recentemente, em sua iluminação, com isso,

Eu Sou o Amado Saint Germain. Obrigado.

Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
http://stelalecocq.blogspot.com/2016/02/adamus-mensagem-para-os-shaumbra.html
Gravado em Louisville, Colorado, em fevereiro de 2016 Apresentando Adamus Saint-Germain Canalizado por Geoffrey Hoppe Auxiliado por Linda Benyo Hoppe Tradução para o português: Inês Fernandes NOTA IMPORTANTE: Estas informações, provavelmente, não são para você, a menos que você assuma total responsabilidade por sua vida e suas criações. © 2016 Geoffrey Hoppe Golden, Colorado. Todos os direitos reservados. Por favor, distribua livremente este texto, em sua totalidade, de forma não comercial e gratuita, incluindo estas notas. Todos os demais usos devem ser aprovados por escrito por Geoffrey Hoppe, Golden, Colorado. Veja a página de contatos no site: www.crimsoncircle.com Adamus® é marca registrada de Crimson Circle IP, Incline Village, Nevada USA
Tradução de Inês Fernandes – mariainesfernandes@globo.com

LUZ!!!
STELA



Print Friendly and PDF

10 comentários:

  1. O que vai ocorrer com os que permitiram...?
    Como saber se o estágio da Iluminação terminou??

    Fiquei com estas curiosidades...Gratidão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando vc permite... entrega e aceita tudo sem julgamentos, naturalmente, há uma transformação interiror... vc vai se perceber "diferente", mais calma, mais você. Quanto a saber quando a iluminação terminou... aí nao sei responder. ♥

      Excluir
  2. Respostas
    1. Dê uma lida neste link: http://stelalecocq.blogspot.com.br/2012/09/o-que-e-shaumbra-ser-shaumbra.html

      Excluir
  3. Sempre maravilhoso meu querido Saint Germain!Namaste!

    ResponderExcluir
  4. +Maria Stela Lecocq Müller, namaste. Antes de qualquer comentario, sinto-me agradecida. Será que voce saberia onde, em que link posso ver, participar se for para eu participar, é claro deste grupo de estudos que diz na mensagem? Gratidão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!! sim, vc pode participar no site do circulo carmesim (em ingles e oficial) www.crimsoncircle.com. Tem tambem o circulo carmesim no Brasil - http://www.novasenergias.net/circulocarmesim/
      Luz! Stela

      Excluir