quarta-feira, 22 de agosto de 2018

REUNINDO INFORMAÇÕES SOBRE OS PLEIADIANOS


REUNINDO INFORMAÇÕES SOBRE OS PLEIADIANOS
OS LIRIANOS COMO OS ANTEPASSADOS DOS PLEIADIANOS
Através de Suzanne Lie
22 de Agosto de 2018

Algo explodiu na época de Lyra, e algo foi destruído no tempo das Guerras de Lyra. Lyra era um planeta, Vega era um planeta, Aramatena era um planeta. Nesses três planetas, algo aconteceu e um desses planetas explodiu.

A constelação de Lyra foi reconhecida há muito tempo na mitologia da Terra. Esta área pode ser considerada o berço, ou útero, da raça humanóide na área da Via Láctea. Todas as espécies, como os sirianos, órions, terrestres, pleiadianos, veganos, zeta reticulianos, centaurianos, altairianos (e muitos grupos menos conhecidos) são descendentes das raças de Lyra.


Lyra desempenhou um papel importante na História da Terra e da Humanidade, assim como os sirianos e os pleiadianos. Juntos, eles são freqüentemente chamados de "Grupo Liriano". Quando se trata de como a humanidade (homo sapiens) se parece fisicamente, os Liranos e os Pleiadianos são o par mais próximo.

A raça caucasiana são os descendentes primários que são influenciados principalmente por seus ancestrais de Lira.

As raças humanóides de Lira:

1) Lirianos e Caucasianos:

Uma das raças que é mais importante para a história galáctica da Terra é o grupo dos "Lirianos e Caucasianos". - (Citação de Lyssa Royal, que escreveu o livro, "O Prisma of Lira" -

- Também nos Lirianos você tem um tipo amplo que chamamos de caucasianos de pele clara, olhos claros.

Os olhos mais escuros talvez fossem de um castanho claro, mas isso é incomum, com cabelos que iam de quase branco a um marrom claro (mas qualquer coisa na faixa marrom era incomum). Os tipos de corpo dessas entidades seriam algo de delgado a muscular. Esta é a categoria mais ampla.

A maioria de seus antepassados ​​genéticos Pleiadianos era dessa categoria caucasiana. Sua diversidade começou com alguma influência ruiva, assim como uma influência de gigantes, mas essas são secundárias em comparação com a influência caucasiana, que é primária. [Lyssa Royal: trecho de "Família Galáctica, uma visão geral dos genótipos"]

2) Gigantes de Lyra:

Os gigantes de Lyra são uma das raças humanóides mais antigas (se não as mais antigas) da nossa galáxia.

Como o nome sugere, eles se originaram na constelação de Lyra.

Citações de Lyssa Royal:

“Essas entidades (físicas como você, é claro) existentes na terceira e quarta densidade, eram caucasianas no tipo.

Eles eram principalmente de pele clara, olhos claros e cabelos claros; o cabelo mais escuro seria um marrom médio, o que era um tanto incomum. O corpo físico seria comparado ao mesomórfico, que é basicamente um corpo musculoso e bem equilibrado.

A altura poderia variar entre 1,80 a 2,10m, dependendo do grupo de entidades de que você está falando, sendo a menor a faixa de dois metros (tanto feminina quanto masculina).

Essas entidades desenvolveram esse tamanho a partir de longos períodos de desenvolvimento genético em um planeta com campos gravitacionais mais altos e um envoltório eletromagnético mais denso. Este grupo também está presente no sistema solar em geral. Isso somado à criação de uma entidade mais saudável, digamos.

Essas entidades estão refletidas em algumas das mitologias gregas e em algumas das histórias bíblicas onde são citados os gigantes.

Este é um dos grupos sobre os quais sua civilização ainda tem uma memória celular. Este grupo em particular foi um dos grupos originais que começaram a formar um relacionamento de adoração Divina com você.

Esta é uma das razões para algumas das expressões em sua arte e arquitetura religiosa (que tem portas e janelas muito grandes). Esse padrão, com essa estrutura racial particular, era e ainda é muito profundo dentro da psique humana.

Estes foram os deuses originais - ou pelo menos os que causaram a maior impressão na humanidade.

[Lyssa Royal: trecho de "Família Galáctica, uma visão geral dos genótipos"]

Lirianos Ruivos:

Outra raça são os Lirianos Ruivos (cabelos vermelhos

Lyssa Royal - “Há outra raça que se ramificou desta raça gigante, os Liranos ruivos.

Seus cabelos variavam de vermelho a louro, cor de morango.

O tom de pele era muito claro; essas entidades tinham dificuldade em expor sua pele a certas frequências de luz natural por causa do planeta de onde se originaram.

Alguns deles também eram gigantes em estatura, embora houvesse alguns que eram do tamanho humano mediano.

A cor dos olhos era geralmente verde claro embora seja uma qualidade diferente de verde do que você vê no seu mundo. Essas entidades foram alguns dos primeiros pioneiros de Lyra.

Estamos falando de qual é o estágio atual dos Lirianos? Até certo ponto, estamos falando sobre um passado distante, a maneira como eles interagiam com nosso plano terrestre.

Essas entidades ainda existem, mas são muito menos numerosas. Nós diríamos que seus remanescentes mitológicos mais próximos estão em sua mitologia nórdica - vikings etc.

Parte dessa mitologia se referia aos seres da Terra que eram influenciados ou interagiam com essa linhagem de Lirianos ruivos. Essa não é uma interação muito comum na Terra, não tão comum quanto a dos gigantes, mas comum o bastante para ter entrado na nossa mitologia.

Outros pleiadianos tiveram algum relacionamento espiritual ou energético com os poucos pleiadianos ruivos? Aparentemente, há remanescentes de um grupo de cabelos vermelhos nas Plêiades.

Sim, deve haver conexões genéticas, certamente. E se existe uma conexão genética, há sempre uma conexão energética.

É difícil pensar em alguém que viva nas Plêiades e que seja violento. Mas se essa tendência agressiva de alguma forma canalizou para outras áreas ... A versão pleiadiana é muito mais atenuada.

Mas os de cabelos vermelhos, de raça pura, eram muito agressivos, violentos, apaixonados e, até certo ponto, muito rebeldes. Eles viam a raça de Lirianos gigantes como seus ancestrais, e eles se rebelaram contra essa ideia.

Eles se rebelaram porque sentiam que a moralidade da raça gigante estava sendo impingida em sua realidade. Nós não achamos que este fosse o caso, mas era outra expressão que precisava ser experimentada em sua família galáctica.

Será que estes de cabelos vermelhos evoluíram naturalmente como cabelos vermelhos, ou houve uma manipulação intencional em algum ponto?

Parece que houve aqueles da raça gigante que partiram e foram explorar. O primeiro grupo colonizou um planeta específico e, ao longo de gerações, adaptou-se ao planeta.

Eles se adaptaram aos minerais específicos do planeta, bem como à atmosfera; os comprimentos de onda específicos da atmosfera do planeta fizeram com que a mutação se inclinasse para o tom mais acentuado de vermelho.

Isso, em combinação com a atitude mais rebelde, começou a criar um sub-genótipo específico.

Então essa raça em particular deve ter se sentido de algum modo menosprezada dentro da família. Falando abertamente, eles carregavam o mundo nas costas? Eles sentiram que tinham algo a provar?

Nós diríamos que sim. Nós falamos sobre isso um pouco, mas esta é a história de toda a nossa história galáctica. A maioria dos grupos se dividiu porque eles não concordavam com o "Grupo principal".

Desta forma, a maior parte da sua experiência como espécie galáctica é baseada em conflitos / desacordos e tentativas de obter a legitimidade.

[Acima é Lyssa Royal: Trecho de "Família Galáctica, uma Visão Geral de Genótipos"]

d) Lirianos de pele mais escura:

Outro grupo da Constelação de Lira são os de pele mais escura.

Lyssa Royal: “Havia um outro grupo, um tipo humanóide que é mais raro, mas que também teve interações com o seu mundo.

Estes foram os caucasianos, mas a pele é mais de um chocolate claro, muito uniforme em todo o corpo. Você consideraria um tom muito agradável e atraente. Os olhos eram castanhos, não pretos, embora alguns fossem verdes; e o cabelo não era preto, mas castanhos escuros.

Este grupo teve influência em seu planeta Terra na área da Índia, Paquistão, etc. Essa foi sua principal área de interesse em suas visitas aqui. Nenhuma das raças agora em seu mundo é uma pura extensão de qualquer uma dessas raças; quase todas as raças do seu mundo tiveram alguma mistura.

No entanto, esta última raça, que chamaremos de Lirianos de pele mais escura, foi considerada pacifista. Seu perfil psicológico era de extrema passividade, tranqüilidade. Pode-se até chamá-los de indiferentes, porque era muito difícil obter uma reação emocional deles.

Você encontrará alguns desses indivíduos mencionados em algumas de suas literaturas sânscritas dos tempos antigos. "

Lirianos Pássaros

As mitologias da Terra estão repletas de histórias de pessoas pássaros. Eles se referem a uma raça que interagiu com a Terra em um passado distante. Esses pássaros, como muitas outras espécies, vêm da constelação de Lyra.

Lyssa Royal: “Há um grupo de entidades que são mamíferos, mas são orientadas por princípios de Lyra (Lyra sendo o grupo principal), e cujas características são muito diferentes do humanóide.

“Um grupo em particular lembra o que você chama de alienígena. O tipo físico dessas entidades seria o que você chama de ectomórfico, muito delgado, quase frágil e semelhante a um pássaro. A estrutura facial é mais angular, mais nítida, semelhante a um pássaro, embora estes ainda sejam mamíferos.

“Os olhos são como de pássaros. O cabelo não é emplumado, mas é de uma qualidade diferente que pode se assemelhar a penas, se você não estiver tocando ou próximo a ele. Ele também era cerimoniosamente adornado de uma certa maneira que parecia penas. Isso não era intencional, mas simplesmente sua própria forma de expressão.

“Essas entidades eram muito moderadas e intelectuais. Eles se consideravam principalmente cientistas, exploradores e filósofos. Eles não se envolviam em política galáctica, mas viajavam e visitavam. Eles tiveram interação aqui na Terra durante algumas das civilizações mais influentes - Suméria, Egípcia.

“Houve interação no que você chama de Vale do Indo. Essas entidades entraram, de maneira indireta, na mitologia da Terra. Eles não são pássaros. Eles são mamíferos que são parecidos com pássaros na aparência.

“Nós não falamos sobre essas entidades até agora, porque limitamos nossa discussão ao que é importante para você agora no plano da Terra. Isso é uma curiosidade, mas pelo menos por enquanto eles não representam algo significativo que você precise prestar atenção para continuar seu próprio desenvolvimento ”.

[Lyssa Royal: trecho de "Família Galáctica, uma visão geral dos genótipos"]

Lirianos Felinos

As mitologias da Terra estão repletas de histórias de felinos. Eles se referem a uma raça que interagiu com a Terra em um passado distante. Essas pessoas felinas, como muitas outras espécies, vêm da constelação de Lyra.

Lyssa Royal: “Um outro subgrupo de Lyra é também mamífero e o que você consideraria como um humanóide - mas cuja aparência física se parece com o que você chama de reino felino em seu mundo. Eles não são felinos, mas humanóides que têm qualidades de felinos. Eles são muito ágeis e fortes.

O nariz não é predominante de um felino, se você puder imaginar o nariz de um gato. As orelhas não são humanas nem de felinos, mas como uma cruz, um pouco pontudas, não muito, mas um pouco. As bocas são muito suaves e pequenas. (Muitas vezes, quando os extraterrestres olham para o rosto humano, para eles o rosto humano é dominado pela boca.) Essas entidades felinas são muito pequenas, delicadas e o que você chamaria de bocas delicadas.

Os olhos são muito pronunciados, grandes e felinos. Mais uma vez, essas qualidades se desenvolveram a partir do ambiente específico em que se colocaram ao longo de gerações.

Eles não têm pele. No entanto, existe uma camada protetora do que você poderia considerar a penugem de pêssego sobre a pele por causa da severa radiação ultravioleta em seu planeta nativo - ela simplesmente protegia a pele.

Qualquer interação primitiva com essas entidades em seu mundo pode relatar que elas são felinos- eles não são. Eles são humanóides ”.

[Lyssa Royal: trecho de "Família Galáctica, uma visão geral dos genótipos"]

Os Lirianos são considerados como os semeadores da vida humanóide na Terra. O texto refere-se aos Lirianos como sendo a raça ancestral de outros grupos como os Pleiadianos e os Sirianos, além de ser a primeira fragmentação física dos Fundadores da Vida.

Muitos lirianos pacíficos partiram em suas naves espaciais e viajaram por muitos anos. Por fim, eles encontraram as setes estrelas aglomeradas das Plêiades. Eles pousaram no planeta agora chamado Erra, que está localizado ao redor da Estrela das Plêiades chamada Taygeta. Aqui é onde eles começaram sua nova civilização no ano 228.000 a.C.

Os pleiadianos são uma raça muito antiga de humanóides. Eles mantiveram um registro da história completa da evolução humana da Terra, desde o início até o presente momento. Os pleiadianos afirmam que nossa Terra tem 626 bilhões de anos.

Por volta de 225 000 a.C., em uma de suas missões de reconhecimento das Plêiades, os pleiadianos descobriram um pequeno sistema solar com um planeta chamado Terra. Na Terra, os pleiadianos encontraram três grupos de pessoas não civilizadas.

O maior desses grupos era de pele clara e descendia de Lyra. Como os Lirianos trataram mal os nativos de pele marrom original, eles foram forçados a permanecer na Terra e entrar no ciclo de encarnações da Terra.

As principais áreas em que viviam agora são conhecidas como Bali, Havaí, Samoa e Índia.

Entre 196.000 a.C. e 10 A.D civilizações vieram e desapareceram na Terra com muitas guerras, ciclos de paz e desastres naturais.

Os Pleiadianos ficaram com os humanos na Terra até 10 d.C., tentando ajudar a desenvolver várias civilizações, como os Lemurianos, Maias, Incas e uma civilização em Machu Picchu. Todos tentaram guiar os humanos em direção a um caminho mais espiritual.

Por volta de 10 dC, o último líder pleiadiano, chamado Plejas, deixou a Terra para sempre, porque os pleiadianos finalmente conseguiram a paz de volta ao Lar, nas Plêiades. Eles sentiram que era hora de os humanos evoluírem por conta própria. Antes de deixar a Terra, os pleiadianos deixaram um líder espiritual chamado Jmmanuel, que mais tarde ficou conhecido como Jesus.

Jmmanuel era uma alma muito evoluída, cujo pai era Gabriel do sistema das Plêiades e Maria, que era descendente de Lyra. A Terra continuou a evoluir por si mesma sem a liderança direta das Plêiades até nosso tempo presente.

Em um futuro bem próximo, quando a Terra entrar na Faixa de Fótons até o ano 2000, os Pleiadianos ajudarão a trazer todos os humanos na Terra para a luz.

(Estamos 18 anos depois dessa data, e o nome Pleiadianos e as Plêiades estão se tornando conhecidos para muitos humanos na Terra. Eu, Sue Lie, comecei a receber mensagens de e / ou sobre os Pleiadianos por volta de 2014, quando comecei a escrever minha primeira Perspectiva da série Pleiadianos. Segue-se uma breve descrição da Cultura Pleiadiana no planeta natal de Erra. Erra está localizado ao redor da estrela chamada Taygeta. Erra é 10% menor que a Terra. Os Pleiadianos são uma Sociedade da Deusa (que cultua família, filhos, mulheres).

Eles estão em uma freqüência da quinta dimensão, que é de amor e criatividade.

Cerca de 400.000 pessoas vivem em Erra, que os Pleiadianos consideram a quantidade ideal para o bem-estar de seu planeta. As pessoas de Erra são telepáticas e, portanto, não precisam de telefones. Os meios de viajar ao redor do planeta é feito por um sistema de tubos.

Os pleiadianos são principalmente vegetarianos, mas às vezes comem um pouco de carne.

Eles não têm problemas médicos porque controlam sua saúde usando seus próprios poderes mentais. A idade média de um pleiadiano é de 700 anos. Sua pele é mais branca e macia do que a nossa.

Os pleiadianos não têm sangue, sua matriz de memória está na luz.

Os pleiadianos compartilham os recursos de seu planeta com todas as pessoas. Todos os bens materiais são dados ao povo livremente, com base em sua contribuição para a sociedade.

A Humanidade pode visitar as nossas Naves quando elas estão em um estado de consciência de quinta dimensão. De fato, muitas vezes mostramos a freqüência mais alta da quarta e quinta dimensões de nossa nave às pessoas que podem perceber essa frequência da realidade porque elas têm um estado mais elevado de consciência.

Se você encontrou esta mensagem interdimensional e tomou seu “tempo da Terra” para lê-la, você está provavelmente entre aqueles que estão lembrando, e despertando para a sua própria expressão do EU de dimensões superiores.

Nós, Pleiadianos, bem como nossos amigos Arcturianos e outros amigos Galácticos, somos gratos por seu “serviço de dimensões superiores”. Por favor, lembre-se de que Gaia é uma “escola planetária” que ensina principalmente à humanidade que “energia enviada é energia recebida”.

Gaia também tem seus cursos para ajudar seus “alunos” a liberar a ilusão de “tempo e espaço” na terceira e quarta dimensão. Uma vez que essa ilusão seja liberada, Gaia e seus habitantes se lembrarão de como retornar ao Sistema Operacional de quinta dimensão. Aqui e agora.

Nós, a sua Família Galáctica, queremos lembrá-lo de que estamos aqui em seu AGORA para ajudá-lo nesta mudança evolutiva.

Invoque-nos!
Nós responderemos!

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação - DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
Suzanne Lie - http://suzanneliephd.blogspot.ca/
Tradução: Regina Drumond - reginamadrumond@yahoo.com.br
Grata Regina!

LUZ!
STELA




Print Friendly and PDF

2 comentários:

  1. Maravilhoso!😁 Emocionei-me a cada frase lida. 💓 Estou imensamente grata por tudo, meus queridos, por cada descoberta. Lindo! 🙏🙌👏

    ResponderExcluir
  2. Lindo, lindo, lindo. Estou tão emocionada e grata. É uma enorme aprendizagem tudo que aqui está escrito. Magnífico! Sinto-me abençoada e feliz. Muito grata çor td, grande família galáctica. 👪🙏
    Já li o vosso txt pelo menos 2 ou 3 vzs, não me canso. 💓💓💓🙏

    ResponderExcluir