segunda-feira, 30 de novembro de 2020

A MAIOR DISTORÇÃO


A MAIOR DISTORÇÃO
Por Jenny Schiltz
29 de novembro de 2020

À medida que fazemos essa enorme transição de um paradigma para outro, muitos se sentem perdidos, confusos e sozinhos. Tanta coisa está mudando e estamos sendo solicitados a nos despir completamente. Não podemos mais carregar as crenças, a programação e o condicionamento que adquirimos por eras. Essa destruição de tudo o que pensávamos que éramos é para que nos tornemos tudo o que somos, e isso pode parecer bastante brutal.

Recebi mensagens de pessoas que entraram em contato porque se sentem perdidas e desconectadas agora. Queria compartilhar uma experiência que tive e espero que seja útil para aqueles que se sentem perdidos.

Tenho olhado para o discurso e a incerteza em nosso mundo. Se você acredita que algo é um caminho, você pode descobrir algo nele onde, também, acredita no oposto. É muito difícil saber o que é verdade em um mar de mentiras. O discernimento é tudo.

Estamos sendo solicitados a confiar no que sentimos versus no que vemos e ouvimos. Estamos sendo solicitados a percorrer tudo através do espaço do nosso coração e campo vibracional para sentir a ressonância. Estamos sendo solicitados a nos libertar do condicionamento social, da matriz e da programação da hipnose. Esta não é uma tarefa fácil e eu queria ter 100% de certeza de que não estava operando dentro de campos e percepções distorcidas.

Decidi pedir à minha equipe de orientação, meu aspecto mais elevado e aos anjos, para me ajudar a remover todas as distorções. Dei permissão total para ser atendida, independentemente do resultado. Eu não me importava se a remoção das distorções virasse minha vida de cabeça para baixo e fizesse com que eu tivesse que ir morar em uma cabana em algum lugar.

Eu disse à minha equipe: “aconteça o que acontecer”, não quero viver uma vida nublada pela ilusão, distorção e inautenticidade. Não importava o preço, eu queria que todas as distorções fossem embora.

Foi poderoso e eu senti algo se encaixar no lugar. Era eu sinalizando para a Fonte que, acima de tudo,  queria integridade e autenticidade ou as coisas mais importantes. A partir dali, todas as coisas fluíram.

Nas primeiras horas da manhã sonhei que estava do “outro lado”. Eu estava trabalhando com um grupo de seres e Sophia. Estávamos em uma união tão profunda e a energia era leve e pura. Era o meu lar e como imagino que seja o paraíso.

Depois de algum tempo, Sophia me disse que era hora de eu partir. Ela apontou para uma escada brilhante de mármore branco e eu sai com relutância, grata pelo tempo que tive. Mesmo durante o sonho, eu sabia que seria um sonho do qual me lembraria. Comecei a descer a escada e ela passou do mármore branco para a madeira e depois para a pedra. Quanto mais eu descia, mais a escada ficava horrível. A escada estava ficando úmida e fedorenta e cada vez mais escura.

Nesse momento acordei e pude sentir a escada dentro de mim. Deitei na cama e continuei a descer a escada até o fim. Achei que talvez houvesse um pedaço de alma ou algo que eu precisava recuperar. No entanto, quando cheguei ao fim da escada, não vi ou senti nenhum pedaço de alma. Não vi nada e estava escuro como breu. Tudo o que pude sentir foi uma solidão incrível, tristeza e desconexão. Isso foi um grande contraste, porque eu tinha acabado de estar do outro lado trabalhando em unidade e totalidade.

O sentimento de desespero e perda foi tão agudo que não pude fazer nada além de chorar. Foi uma sensação que me lembro de experimentar com frequência, antes de iniciar minha jornada espiritual. Meu marido saiu do banho e me encontrou chorando.

Você pode imaginar o rosto dele enquanto eu tentava descrever que tinha uma escada em mim que me conduzia a um poço de desespero e solidão? Pobre rapaz 😂. Um colega mandou uma mensagem naquele momento, livrando-o do assunto. Contei, então, à minha amiga sobre o sonho e o que estava vivenciando no momento e ela disse: “Tudo o que ouço é para acender uma vela”.

Tive que rir porque aqui estava eu ​​brincando em uma realidade incomum, sentada no escuro, me sentindo sozinha, miserável e um pouco triste por mim mesma e, em momento algum, pensei em acender uma vela. No entanto, isso só mostra que, quando nos perdemos em nossa própria história, lutamos para nos fortalecer e para sair dela.

Então voltei para aquele buraco escuro que cheirava a porão de raízes mofadas e deixei uma vela. Para minha surpresa, fui cercada por meus guias, anjos e mestres Ascensionados com quem trabalho. Eu perguntei por que eu não conseguia senti-los quando em profundo desespero.

Nesse momento, o mar de seres se separou e Sophia veio até mim. Ela colocou as mãos no meu rosto e me disse que a distorção que eu havia sentido era porque eu sempre me sentia sozinha ou desconectada, simplesmente, porque baixava minha vibração para experimentar encarnações na Terra.

Ela explicou que a maior distorção que os humanos mantêm é que eles saíram do outro lado, que saíram do céu. Ela continuou explicando que a separação e a desconexão fazem parte da experiência humana, mas não precisa ser assim. Basta brilhar sua luz no escuro e saber que nunca estão sozinhos nem desconectados.

A diminuição da frequência e da densidade apenas cria a ilusão de desconexão, ou de estar totalmente sozinho. Cada um de nós tem a capacidade de iluminar a escada interna. Não importa a densidade, não importa a experiência, tudo o que temos que fazer é saber que nunca estivemos separados da Fonte, de nosso aspecto mais elevado ou do outro lado.

Nunca estamos perdidos no caminho, a escada está dentro. 
Você é o mapa, você é a bússola e você é a estrela do norte. 
Nada disso pode ser tirado de você.

Eu estava conversando com Merlin e ele me disse “A conexão começa, continua e termina dentro de nós. Pense nisso como uma estrada (empoeirada). Quanto mais a estrada for percorrida, mais ela ficará livre de detritos e arbustos. Esta estrada é a sua conexão com o Eu, com o espírito, mas também permite que o espírito se conecte com você. Muitos querem viajar nas partes claras e brilhantes da estrada, mas são nos trechos mais escuros que precisam de maior luz, sabendo que não há desconexão.”

Espero que compartilhar essa experiência ajude. Este não é um momento fácil, pois avançamos rumo ao desconhecido. Focar em nossa conexão interior nos ajuda a sentir mais alegria e entusiasmo do que medo e confusão.

Que todos nós possamos encontrar a coragem de percorrer nosso próprio caminho pessoal, nossa própria escada das profundezas mais sombrias às alturas mais claras. Que todos possamos despertar totalmente e lembrar em nosso âmago que estamos totalmente conectados e que nunca saímos do outro lado.

Envio a todos muito amor.

Jenny

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Tradução e formatação - DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
http://www.decoracaoacoracao.blog.br/
http://stelalecocq.blogspot.com
https://lecocq.wordpress.com
Instagram - https://www.instagram.com/blogdecoracaoacoracao
Informações e Agendamentos para Mesa Quântica Estelar, Mesa Pet,
Psicogerador e Frequência de Cura Arco Iris - lecocqmuller@gmail.com
https://jennyschiltz.com/the-greatest-distortion


LUZ!
STELA


2 comentários:

  1. Gratidão pelo texto muito inspirador

    ResponderExcluir
  2. Esse texto me traz a resposta que solicitei ontem as 00:00 hrs, ao meu Eu Superior. Estou passando por uma fase que eu diria no aspecto humano "ruim" e de repetição, quando penso que foi solucionado, lá vem outra! Costumo dormir por volta das 22 hrs, ontem perdi o sono e estava lendo mensagens espirituas. Todas que eu começava ler não sentia conexão com o que eu estava sentindo e deixava de lê-las. Num dado momento encontrei aqui (leio todos os dias) uma mensagem que senti conexão, antes de iniciar a leitura algo muito forte me tocou assim,(veja a HR, eu achei estranho,veio em minha mente as questão dos números repetidos) o relógio marcava 00:00, pensei, não tem nada nesse número. Sou curiosa e persistente e fui pesquisar, tive a resposta do número. Agora essa mensagem maravilhosa veio fazer o fechamento da da resposta. Lembrei do sonho que Carl Gustav Jung teve com os andares de uma casa. Gratidão por compartilhar e trazer luz para o caminho das pessoas. ������

    ResponderExcluir