sábado, 19 de outubro de 2019

PENSAMENTOS AMEDRONTADORES


PENSAMENTOS AMEDRONTADORES
Mensagem de Jeshua
canalizada por Pamela Kribbe
outubro/ 2019.

Queridos, Eu Sou Jeshua e estou feliz de estar aqui com vocês.

Vocês estão construindo um novo caminho, que é um caminho interior, um caminho da consciência. Pelos caminhos e trilhas que vocês criam em suas mentes, outros seguirão, porque é mais fácil caminhar por um chão batido.

Vocês são aqueles que conquistam territórios inexplorados, criam novos caminhos e, assim, criam trilhas para os outros seguirem. Este é o trabalho de cada um de vocês, é a “missão” que cada um assumiu no nível da alma, antes de começar esta vida na Terra.


Ao realizar esse trabalho, você fica verdadeiramente feliz, e não se satisfaz com nada menos do que isso. Só quando sente que tem esse novo caminho sob seus pés, e que está criando o que sua alma queria, só então você se sente intimamente realizado e profundamente conectado com a Terra. Para você, não existe nenhuma existência cômoda, nenhum meio-termo e nenhum conformismo. Você escolheu ser diferente, e isto o fez experimentar a dor de ser rejeitado pelos outros.

Mas lembre-se também das alegrias e triunfos da experiência de cada novo progresso em sua consciência, e da experiência do amor que se eleva acima do medo. Esses são momentos de profunda alegria para a alma, quando você se lembra quem você é em essência, enquanto vive aqui na Terra entre formas-pensamentos que geralmente são alimentadas pelo medo. É nesses momentos de triunfo, que sua alma toca a Terra e você cumpre o seu destino.

O que acontece nesses momentos em que você é preenchido com a essência da sua alma, e com a missão que você pretendia cumprir aqui na Terra? O que realmente acontece nesses momentos de união entre a sua alma e a sua natureza humana?

Nesses momentos, não existe medo; existe abertura. A voz do medo é substituída por uma confiança profunda e um conhecimento interior do que é bom. E você deseja vivenciar esse sentimento o tempo todo! Sim, pois você sofre quando vive com medo!

Medo é ruim, desconfortável, e seu corpo e alma não são nutridos por pensamentos e sentimentos de medo. Eles são como um veneno que se infiltra sorrateiramente em você, ou um tipo de areia movediça na qual você se atola e, uma vez mergulhado até a cintura, fica ainda mais difícil de se libertar dela.

É preciso entender que a energia do medo, assim como o tipo de pensamento que dela resulta, estão presentes na Terra há muitos e muitos séculos. Eles têm permeado as sociedades humanas como uma nuvem ou névoa ao redor das pessoas, que dificulta ou as impede de se libertarem dessa energia assustadora.

As pessoas procuram segurança, unindo-se em comunidades, mas, sem saber, também se alimentam dos padrões de medo umas das outras. Um indivíduo precisa tomar uma decisão firme e corajosa para conseguir se desconectar e se libertar desse vício e dizer “não” a esse padrão coletivo que tem sido passado de geração a geração.

Mesmo agora, você pode ser envolvido por essa névoa de medo, aquele veneno de pensamentos carregados de medo. Apesar das escolhas positivas que você tem feito durante sua vida, nas quais seguiu a voz do seu coração, a voz da sua alma, mesmo assim o caminho à frente não é tão óbvio e claro, porque há sempre a voz do passado, a voz do medo que pode dominá-lo de vez em quando.

O medo tenta convencê-lo de que você está sendo irresponsável, que o que você gostaria de fazer não pode ser feito, que você não pode ser diferente e que será castigado por isso. E os castigos geralmente vêm dos pais, professores, patrões e outras pessoas em sua vida. Inclusive, em épocas mais remotas, essas punições eram frequentemente bastante brutais. Veja como os dissidentes foram perseguidos no passado como hereges ou gentios. E você carrega consigo esse passado cheio de dor.

Como, então, livrar-se da influência dessa nuvem, desse nevoeiro de pensamentos baseados no medo?

Primeiro você precisa aprender a reconhecer quando está pensando e agindo por medo. Só então é possível liberá-lo, e só então é criada certa distância ou espaço entre você e a ansiedade. Na verdade, você já está bastante acostumado a ser pego pelo medo.

Desde o nascimento, você herda do seu ambiente social, ideias carregadas de medo e desconfiança, de modo que, no começo, você nem percebe que está naquela nuvem ou nevoeiro – pois essa é a sua realidade habitual. E quando os momentos de autodescoberta e despertar ocorrem, você também pode vivenciar uma reação inicial de medo, pois sente que, ao seguir a voz da sua alma e diferir da norma, você está indo contra tudo que lhe foi ensinado a acreditar.

Vejamos, agora, o que se pode fazer a respeito do modo de escolher entre medo e amor, entre o medo e a alma. Imagine, por um momento, esse nevoeiro carregado de vozes de medo, preocupação, aflição e todo tipo de crenças negativas a respeito de si mesmo e do que é possível na vida.

Deixe que isto ocorra espontaneamente, e observe em que aspectos você ainda está envolvido com esse nevoeiro. Simplesmente olhe para seu corpo para ver se há pontos em que o nevoeiro ainda se manifeste. Esses são os pontos em que você coloca rótulos em si mesmo, os quais não são coerentes com a sua alma, com aquelas ideias nas quais você acha correto acreditar

Perceba que às vezes o medo pode usar máscara e parecer muito sábio, virtuoso e responsável, quando, na verdade, continua sendo essencialmente medo. Foi assim que tantas coisas lhe foram ensinadas sob o disfarce de “virtude”:

“Você deve se controlar, você deve amar os outros, você deve fazer seu dever, você deve ser obediente… Inclusive, você não deve se desviar demais do que é normal e nem ser diferente ou agir de maneira insensata, porque fazer essas coisas seria egoísmo, estranho e esquisito – e, certamente, nada agradável!” 

Na sociedade há um tabu sobre a questão de ser diferente, e este tabu é aceito por pessoas que vivem constantemente com ansiedade e cujos pensamentos refletem esse medo!

Você pode, inclusive, imaginar essa névoa de medo como uma entidade realmente viva, uma energia que começou a ter existência própria. Imagine que essa entidade apareça e você a veja à sua frente como um nevoeiro escuro e sombrio, um nevoeiro que quer continuar existindo e se recusa a dissolver-se.

Então, quando alguém se levanta e diz: “Eu não acredito mais nesta irrealidade! Existe um céu azul acima deste nevoeiro, e existe uma outra maneira de pensar”, no mesmo momento essa pessoa recebe uma reação sombria por parte dele. A luz que irradia dessa pessoa provoca uma espécie de resposta sombria dessa entidade, uma intensificação do próprio nevoeiro. E essa pessoa imediatamente se sente só, como um forasteiro.

Outras pessoas se escondem, se apegam ao nevoeiro e não querem ouvir falar nisso, porque abandoná-lo seria a coisa mais assustadora que elas poderiam fazer. Isto é o que o nevoeiro lhes diz. Num certo sentido, ele é uma espécie de hipnotizador que mantém as pessoas sob o seu feitiço; e libertar-se desse feitiço exige muita coragem. Eu gostaria que todos os dias você se elogiasse por sua bravura, quando se atreve a se libertar! Muitas coisas acontecem quando você faz isso.

Olhe de novo dentro de si e ao seu redor e observe onde existem sinais desse nevoeiro. Ele pode se manifestar em certas partes da sua aura ou do seu corpo. Pergunte a essas partes o que está incomodando você ali, ou qual é a mensagem do nevoeiro, e permita que o medo fale.

O que a voz do medo fala para você? Dê uma forma ou um contorno a esse nevoeiro e, ao mesmo tempo, perceba que fenômeno estranho ele é! Na verdade, um nevoeiro não é nada; você pode passar sua mão através dele, portanto ele não é substancial. No entanto este nevoeiro tem tanta influência sobre você, sua consciência e sua visão do mundo!

Agora permita que o Sol brilhe suavemente naquelas partes suas onde o nevoeiro ainda está se agarrando à sua energia. Um raio de sol quente e suave se espalha ao redor do seu campo de energia, fazendo com que o nevoeiro se dissolva gradualmente.

Imagine um Sol pairando sobre a sua cabeça – um Sol intenso, quente, radiante, que reflete a Luz da sua alma. Deixe essa Luz Solar descer sobre você, sobre a sua cabeça, seus ombros, sua aura, e todo o seu ser. Se ainda houver pontos que ofereçam resistência, tudo bem, deixe estar. Isto é aceitável, desde que você esteja consciente disso.

Hoje em dia, cada vez mais pessoas desejam romper com esse velho campo de consciência de medo e opressão. Está ocorrendo uma mudança na consciência coletiva da Terra. Entretanto, cada um passa por esse processo à sua própria maneira. É sempre assim – libertar-se do campo do medo, da névoa do passado, é uma jornada pessoal, que cada um realiza sozinho.

Há momentos, em sua vida, em que você se vê frente a frente com essa energia opressiva do medo, e com os julgamentos negativos sobre si, sobre seus pontos fortes e suas habilidades. O confronto com sua própria ansiedade é um desafio onde você se encontra face a face com aquela escuridão que se tornou parte de você.

É libertador e gratificante quando você conhece pessoas afins, em sua vida, pessoas que percorrem o mesmo caminho que você. No futuro, haverá formas de cooperação possíveis entre vocês, os pioneiros da consciência. Mas entenda que essa confrontação que você tem com o medo em sua vida – com a energia antiga e com o nevoeiro – é uma coisa que você tem que fazer sozinho.

É através do seu “poder solar” – o contato com sua própria alma, e o salto que você se atreve a dar em direção ao novo – que você chega em um mundo novo, um novo nível de consciência.

Quando todos os indivíduos fazem isto por si mesmos, surge um novo campo de consciência, que é cada vez mais livre do medo, e cada vez mais preenchido com alegria, possibilidades e respeito uns pelos outros. O resultado é que mais e mais Luz Solar é criada na Terra. Não procure isto em outras pessoas; você caminha pelo seu próprio túnel estreito e escuro, em direção à sua libertação pessoal.

Neste ponto, eu gostaria de lhe oferecer uma pequena ajuda. Como você reconhece a voz do medo em seu interior? E como pode distinguir entre o que é medo e o que é a voz da sua alma e do amor? A voz do medo é barulhenta, brusca e agitada e geralmente também funciona através do pensamento, através da mente. Você pode perceber o medo no seu corpo como uma tensão, uma falta de relaxamento e entrega.

Seus músculos ficam tensos, sua respiração não é profunda e tranquila, e ocorrem muitos pensamentos alarmantes, que se apresentam como muito espertos e responsáveis. “Não seria melhor eu fazer isto de tal jeito, porque do contrário poderá ocorrer um acidente?” “Tome cuidado, porque isto pode dar errado!”, “Seja cauteloso, afaste-se, controle-se!”.

Todo tipo de opinião e conselho lhe é oferecido sob o disfarce de virtude, mas, na verdade, essa é a voz do medo. O medo paralisa você, e quando pego por ele, você é constantemente bombardeado por alguma coisa que parece vir de fora. Impulsos medrosos agem no seu corpo e começam a dominar seu pensamento.

O pensamento é um recurso valioso, mas quando passa a ser governado pelo medo, ele cria uma espécie de corrente elétrica que começa na sua cabeça e daí percorre seu corpo inteiro, tirando-o do equilíbrio e trazendo tensão e agitação; uma sensação contínua de nervosismo, que você começa a achar normal.

Em muitas pessoas, ocorre um estresse incessante, que elas buscam liberar através do álcool, das drogas ou de qualquer outra coisa que lhes dê uma sensação de alívio dessa pressão – como sono, ou paixões passageiras, ou compulsão pelo trabalho.

A pessoa quer se afastar desses sentimentos perturbadores e tensos, e procura libertação ou distração em coisas externas; procura algo que lhe dê a sensação de tranquilidade ou paz, mesmo que seja uma ilusão e apenas temporária, de tão intenso que é seu sofrimento sob essa corrente de medo.

Você pode reconhecer quando chega no ponto em que sua vida é vivida através do medo. Seu corpo indica medo pela corrente elétrica na sua cabeça – que constantemente dispara pensamentos rápidos – e pelo anseio de assumir o controle da vida com pensamentos, preocupações e irritação. No momento em que você percebe que isto está acontecendo, você consegue se despertar.

Lembre-se que, mesmo quando você está dentro do nevoeiro, ele quer se conservar. Do contrário, antes que o perceba, você poderá passar dias e dias na corrente do medo sem sequer desconfiar de que está preso na ansiedade. O momento em que você compreende isto é um momento muito importante. Trata-se de ir contra esse fluxo de medo e não acreditar nele, não permitir que ele o hipnotize. Trata-se de manter o foco na Luz do seu Sol Interior – aquela sabedoria tranquila, silenciosa que pertence à sua alma.

Perceba que a energia da sua alma, do seu coração, é bem diferente da energia do medo. Como eu disse, você consegue reconhecer o medo por sua barulheira e inquietação característicos. O amor, a voz da sua alma, chega através do silêncio, e é tranquilo e não agitado.

Você pode sentir essa voz emergir do fundo da sua essência, de um lugar sossegado em seu abdome – um conhecimento profundamente sentido que chega a você livre de pressão; um sussurro suave que nunca é alarmante, nem exigente, nem enervante. É mais como um convite ou incentivo para você sentir e enxergar as coisas de forma diferente, e ter confiança para soltar, para deixar ir.

Você pode visualizar a voz da sua alma à sua frente como a imagem de uma borboleta, por exemplo, que voa através do seu corpo, através do seu campo de energia, da sua aura, com suas cores refinadas e asas delicadas. Ou pode imaginá-la como uma fada, ou simplesmente como cores muito suaves.

Pode inclusive ouvi-la como anjos cantando, ou simplesmente senti-la como uma sensação de confiança, esperança e otimismo, mesmo que a voz do próprio medo, ou as vozes de pessoas à sua volta lhe digam algo muito diferente. E a regra básica é: siga a sua sensação de paz até onde sentir a maior paz.

Às vezes você pensa que é mais fácil apegar-se ao medo e ao ego, e, de fato, isto pode lhe dar uma sensação temporária de segurança. Mas, na verdade, você continua muito limitado e reprimido. O verdadeiro descanso e a paz criam muita abertura ao seu redor. Você simplesmente confia e permanece no Agora, mesmo sabendo que não tem nenhuma certeza e não pode prever nada. Você não corre em direção ao futuro; você vive sua vida passo a passo.

Peço-lhe que mantenha este sentimento por um instante. Não pense nem mesmo no que você tem que fazer no futuro; esteja totalmente presente no Agora. Sinta a energia da sua alma, e sinta que você é bom, belo e corajoso, exatamente como você é. Convide sua alma a vir até você, e saiba que ela nunca tem nenhum julgamento a seu respeito e as escolhas que você tem feito. Tudo é sempre aceitável para a sua alma. Ela sempre quer ajuda-lo e encorajá-lo.

Muito obrigado!

Jeshua

Compartilhe com Ética mantendo todos os créditos
Formatação - DE CORAÇÃO A CORAÇÃO
https://www.decoracaoacoracao.blog.br/
https://lecocq.wordpress.com
Instagram - @blogdecoracaoacoracao
Informações de Mesa Quântica Estelar, Mesa Pet e Frequência de Cura Arco Iris - lecocqmuller@gmail.com
© Pamela Kribbe www.jeshua.net
Fonte: http://www.jeshua.net/mornings/mornings28.htm
Tradução de Vera Corrêa veracorrea46@gmail.com - www.jeshua.net/por
Grata Vera!

LUZ!
STELA




Print Friendly and PDF

3 comentários:

  1. Amado JESUS, grato por esta mensagem clara e precisa, muito bem explicada. REALLY TEMOS QUE VENCER O MEDO!Esta mensagem engloba TUDO que tem nos alertado a Alta Espiritualidade diáriamnete,inclusive que temos que nos amar, para poder amar ao próximo, e só podemos agir assim estando livres de medos antigos e vibrando harmonicamente com a Luz Universal.
    Grato e honrado pelas palavras do Mestre e Diretor de nossa Gaia e quiçá de outros Planetas. (MENSAGEM PARA SER GUARDADA COM CARINHO).

    ResponderExcluir
  2. Grata. Me sinto confortável agora

    ResponderExcluir